Morre idoso que recebeu duas mil picadas de abelhas em Cerqueira César


Um idoso de 71 anos que levou mais de duas mil picadas de abelhas no último dia 26, em Cerqueira César, não resistiu aos efeitos do veneno e morreu nesta quarta-feira, 1º, no Hospital das Clínicas da Universidade Estadual Paulista (Unesp), em Botucatu, interior de São Paulo.

A vítima, João Alves de Souza, estava internada na Unidade de Terapia Intensiva do hospital e teve falência de órgãos. O corpo foi sepultado na manhã desta quinta-feira, 2, em Cerqueira César.

Souza pedalava sua bicicleta pela margem da rodovia Osny Mateus (SP-261), quando foi envolvido pelo enxame. Ele correu cerca de 200 metros e entrou em um matagal na tentativa de se proteger, mas não conseguiu evitar o ataque maciço. Motoristas que passavam pela rodovia viram o homem caído e acionaram o socorro. O idoso foi levado pelo Corpo de Bombeiros para o pronto-socorro municipal de Avaré e, dali, foi transferido para o hospital da Unesp.

A equipe de enfermagem contabilizou mais de duas mil ferroadas no corpo da vítima, a maioria no rosto, no pescoço e nos braços. Conforme os bombeiros, colmeias de um apiário de abelhas europeias estavam instaladas em local próximo de onde aconteceu o ataque. Cada colmeia chega a ter 80 mil abelhas, mas bastam 200 picadas para levar risco de morte a uma pessoa. A Polícia Civil abriu inquérito para apurar eventuais responsabilidades pela morte do idoso.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!