Médicos acima de 60 anos não estão liberados, diz presidente da FNP


O prefeito de Campinas e presidente da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), Jonas Donizette, alertou, em entrevista à Globonews neste domingo, 22, ao comentar as ações de combate à epidemia de coronavírus, que médicos com idade acima de 60 anos “não estão liberados” de suas atribuições. “Vamos precisar dessa força de trabalho. É como na infantaria: os jovens estarão na linha de frente e os mais velhos, na retaguarda”, ilustrou. Donizette e outros prefeitos estiveram reunidos hoje, por videoconferência, com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, para discutir as questões relacionadas ao enfrentamento do coronavírus.

Ainda, segundo ele, estudantes de medicina que estão para se formar podem ser aproveitados como forma de aumentar a mão de obra disponível. “Médicos cubanos também poderão ser aproveitados nas cidades onde estão morando”, afirmou.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora