Marinha e polícia investigam acidente com avô e neto em balsa de Bertioga

A Marinha do Brasil e a Polícia Civil de São Paulo investigam as circunstâncias da morte de um adolescente após…


A Marinha do Brasil e a Polícia Civil de São Paulo investigam as circunstâncias da morte de um adolescente após o carro em que ele estava com o avô cair da balsa que faz o trajeto entre Bertioga e Guarujá, no litoral paulista. O acidente aconteceu por volta das 19h30 desta quinta-feira, 27.

O carro envolvido no acidente, um Onix branco, era o primeiro da fila de embarque da balsa, na margem de Bertioga. O veículo atravessou o espaço destinado aos carros, passou por cima da barreira de proteção da embarcação e caiu no mar.

Segundo a Polícia Civil, um marinheiro de 39 anos que testemunhou o acidente disse que o veículo desceu a rampa de acesso à balsa em alta velocidade.

Estavam no carro o adolescente Kauan de Oliveira Inácio, de 15 anos, e o avô do rapaz, um aposentado de 77. A família era de Santos, no litoral paulista.

O idoso foi socorrido no mar por pescadores da região, em estado de choque, e levado a um hospital da região.

Segundo a Marinha, o quadro de saúde dele é estável.

Já Kauan ficou preso pelo cinto de segurança e afundou junto com o carro. O jovem chegou a ser levado ao Pronto Socorro de Bertioga, mas não resistiu.

Investigação

Uma equipe da Capitania dos Portos de São Paulo foi enviada ao local para coletar informações sobre o acidente. “Um inquérito será instaurado para apurar as causas e possíveis responsabilidades”, informou a Marinha, em nota.

Segundo a Polícia Civil, o caso foi registrado como homicídio culposo (quando não há intenção de matar) na direção de veículo automotor. Exames periciais foram encaminhados ao Instituto de Criminalística (IC) e ao Instituto Médico-Legal (IML).

Trânsito

Na noite do acidente, outros motoristas que estavam na fila de embarque foram orientados a seguir pela rodovia como rota alternativa. De acordo com a Desenvolvimento Rodoviário S/A (Dersa), o carro foi retirado do mar à 1 hora da madrugada desta sexta-feira, 28, e a travessia foi liberada às 2h45. Na tarde desta sexta, a travessia operava normalmente.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora