Há atos em defesa da Amazônia marcados em mais 10 países

Os protestos ganharam força ontem, com diversas repercussões internacionais


Dezenas de manifestações pelo Brasil e em mais dez países estão agendadas para ocorrer a partir desta sexta-feira, 23, em defesa da Amazônia e em protesto contra as políticas de meio ambiente. Os protestos ganharam força ontem, com diversas repercussões internacionais, envolvendo celebridades como Gisele Bündchen, Leonardo DiCaprio, Kim Kardashian e Madonna.

Ver essa foto no Instagram

A floresta tem um papel fundamental no equilíbrio do clima na Terra e, consequente, em nossas vidas. Não podemos fechar os olhos para o que está acontecendo na Amazônia. As queimadas crescentes vêm destruindo em dias o que a natureza leva anos, séculos para construir. Eu já estive lá e pude ver de perto como tudo acontece, especialmente como os oportunistas se aproveitam da época das secas para botar a floresta abaixo. O desmatamento na Amazônia tem que parar!! Pela nossa saúde e pela saúde do nosso Planeta! #TodospelaAmazonia #PrayforAmazonia #TogetherfortheAmazon 🌳 🌳 🌳 🌳 🌳 The forest plays a key role in balancing the Earth's climate and consequently in our lives. We cannot close our eyes to what is happening in the Amazon. The increased burnings have been destroying in days, what nature takes years, centuries to build. I've spent a lot of time there and was able to see closely how everything happens, especially how opportunists take advantage of the dry season to destroy and clear the forest. Deforestation in the Amazon has to stop...for our health and the health of our planet!

Uma publicação compartilhada por Gisele Bündchen (@gisele) em

Nesta sexta-feira, manifestações estão previstas para ocorrer em Brasília, Rio, São Paulo, Salvador e Curitiba. Amanhã, entre as capitais, há atos marcados em Manaus, Belém, Recife, Fortaleza, Porto Alegre, Goiânia, São Luís, Vitória, Campo Grande, Cuiabá, Palmas, Aracaju, Natal e Maceió.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora