10 de julho de 2020 Atualizado 22:37

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

COVID-19

Florianópolis proíbe locação de imóveis para moradores de SP durante feriadão

Medida entra em vigor imediatamente e tem validade até o próximo dia 25, durante “feriadão” na capital paulista

Por Agência Estado

20 Maio 2020 às 17:43 • Última atualização 20 Maio 2020 às 18:54

A prefeitura de Florianópolis emitiu decreto nesta quarta-feira (20) proibindo locação de imóveis para pessoas residentes na cidade de São Paulo. A medida entra em vigor imediatamente e tem validade até o próximo dia 25 de maio, durante o “feriadão” antecipado pelo prefeito Bruno Covas (PSDB) para ampliar o isolamento na capital paulista e minimizar a disseminação do novo coronavírus.

Segundo texto do decreto, a medida vale para novas reservas, incluindo aplicativos de locação de imóveis ou site de buscas. O cumprimento das normas será fiscalizado em “articulação com as forças de Segurança do Estado de Santa Catarina, em especial com a Polícia Militar e a Polícia Civil”.

“Sabemos que Florianópolis é um dos destinos preferidos dos paulistas e isso nos deixa felizes. Mas, neste momento de pandemia, não é hora de deslocamentos ou turismo”, disse o prefeito Gean Loureiro em nota à imprensa.

O município também informou que vai reforçar o controle no Aeroporto Hercílio Luz, que já possui barreira sanitária com medição de temperatura, testes feitos na hora e formulários de isolamento. Além disso, barreiras sanitárias também serão instaladas em vias terrestres para abordar veículos vindos de São Paulo.

Ponte Hercílio Luz, um dos cartões postais da capital de Santa Catarina – Foto: Eduardo Valente / Framephoto / Estadão Conteúdo

O comandante da Guarda Municipal de Florianópolis, Ivan Couto, informou que o policiamento está coletando informações de todos os passageiros em veículos com placas de São Paulo e fazendo a aferição de temperatura. Questionado sobre os turistas que não possuem reservas, o comandante afirmou que os hotéis não estão impedidos de receber hóspedes. “O que o decreto proíbe é a locação de casas e aluguéis por aplicativos”, esclareceu.

Também haverá maior controle no período noturno, com fiscalização em bares, restaurantes e festas particulares. No início de maio, a prefeitura notificou moradores de Jurerê Internacional por promoverem festas particulares durante decreto de isolamento, entre os participantes, estava médicos paulistas que possuem casa no balneário.

Em Florianópolis, atividades como hotelaria, comércio de rua e shoppings centers estão liberados há mais de um mês, quando foi iniciado relaxamento da quarentena em todo o estado. Segundo dados do município, a cidade possui 603 casos confirmados de Covid-19 e seis mortes.