27 de Maio de 2020 Atualizado 22:54

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Covid-19

Fase mais dura da Covid-19 se inicia não apenas em SP, mas no Brasil, diz Doria

Governador voltou a criticar índices de isolamento que se mantiveram constantes ao longo da semana

Por Agência Estado

29 abr 2020 às 14:18 • Última atualização 29 abr 2020 às 16:01

Governador João Doria afirmou que pior fase da pandemia está começando no Brasil - Foto: Governo do Estado de São Paulo

São Paulo, assim como todo o Brasil, está iniciando a “fase mais dura” da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), segundo o governador paulista, João Doria. Ele ainda disse que o País enfrenta “um vírus que não é uma gripezinha”, como o presidente Bolsonaro havia classificado a pandemia de coronavírus em pronunciamento feito no final de março.

O governador também voltou a criticar os índices de isolamento que se mantiveram constantes ao longo da semana. Hoje, o Sistema de Monitoramento Inteligente (Simi) indicou que 48% da população aderiu às orientações de quarentena. Segundo Doria, “não há a menor condição de flexibilização de isolamento com 48% de taxa de isolamento e evidentemente com os riscos de colapso no atendimento público nos hospitais”. “Nada será feito, em termos de flexibilização, sem expressa orientação da área da Saúde”, disse Doria.

São Paulo confirmou a milésima morte por Covid-19 no dia 19 de abril, 32 dias após o primeiro caso. Desde então, o número de infectados mais que dobrou no Estado, com apenas oito dias passados. O coordenador do Centro de Contingência da doença em São Paulo, David Uip, disse que os números apresentados não surpreendem o governo paulista. “O cenário foi desenhado em fevereiro, o que previmos está se confirmando”, disse.