Corpo de turista desaparecida é achado dentro de saco

Corpo de Cristina Coelho Novaes, de 32 anos, foi encontrado nu e amarrado na noite de domingo


O corpo de uma turista de 32 anos que estava desaparecida desde a noite de sexta-feira, 15, foi encontrado nu e amarrado, no interior de um saco, na noite deste domingo, 17, em Caraguatatuba, litoral norte de São Paulo. A vítima, Cristina Coelho Novaes, morava em São Paulo e passava o fim de semana prolongado na casa da família, no litoral.

Foto: Reprodução / Arquivo Pessoal
A vítima morava em São Paulo e estava na casa de parentes em Caraguatatuba

Parentes disseram à polícia que Cristina estava no litoral em visita aos familiares e amigos – ela é filha de um médico veterinário, morador da cidade. Na noite de sexta-feira, depois de fazer companhia à família, ela avisou que iria dormir. Durante a madrugada, um irmão da vítima acordou e percebeu que ela não estava na casa. Na manhã seguinte, os familiares realizaram buscas e mobilizaram as redes sociais. À tarde, sem conseguir notícias de Cristina, a família registrou queixa do desaparecimento.

Na noite de domingo, um morador avistou um saco plástico no interior do córrego, no bairro Poiares, próximo à Avenida Prudente de Moraes, e acionou a polícia. O corpo estava dentro do saco, sem roupas, enrolado apenas em um cobertor de cor rosa. A vítima estava com as mãos amarradas. O corpo não tinha cortes ou perfurações, mas os policiais viram evidências de morte por asfixia, mediante enforcamento ou estrangulamento.

A Polícia Civil tomou o depoimento de testemunhas e requisitou imagens de câmeras de segurança em busca de suspeitos. Os familiares também serão ouvidos. O corpo foi encaminhado para perícia no Instituto Médico Legal (IML). A Polícia Civil aguarda um laudo preliminar com a possível causa da morte. Cristina foi sepultada no cemitério do Bairro Indaiá, em Caraguatatuba, no início da tarde desta segunda-feira.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora