Conpresp tomba 1ª estação de tratamento de água da cidade de SP


A primeira estação de tratamento de água da cidade de São Paulo teve o tombamento aprovado no dia 19 de agosto pelo Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo (Conpresp). O espaço foi inaugurado em 1929, sendo pioneiro na captação da água da Represa Guarapiranga.

A Estação de Tratamento de Água Theodoro Ramos está localizada no Alto da Boa Vista, zona sul paulistana, e chegou abastecer cerca de 400 mil pessoas até ser desativada em 1998. Ela pertence à Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp).

O processo de tombamento estava em tramitação na esfera municipal desde 2009. “A construção da referida estação está inserida em um contexto de rápido crescimento metropolitano e a consequente crise hídrica, que exigia diversas soluções concomitantes, como represas, reservatórios, estações de tratamento e elevação de água”, diz ata de reunião do Conpresp.

A estação leva o nome do idealizador e criador do projeto, o engenheiro Theodoro Augusto Ramos. “Na estação de tratamento, chama a atenção a intenção plástica na utilização de concreto armado, ou seja, a expressividade dos materiais através da estrutura do edifício”, continua a ata.

“Conforme apontado pelo estudo elaborado pelo DPH (Departamento do Patrimônio Histórico), após a desativação a estação, apesar de pouco alterada, passou a apresentar um aspecto/aparência de abandono, apesar de ainda estar em funcionamento parcial como estação elevatória.”

O tombamento prevê a preservação parcial das características arquitetônicas da Bacia de Decantação, da Casa do Filtro e da Casa de Química. Além da Theodoro Ramos, também são tombados os reservatórios Bela Vista, no centro expandido, Araçá, na zona oeste, e Vila Mariana, na zona sul de São Paulo.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora