13 de julho de 2020 Atualizado 22:45

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Covid-19

Com 1.473 mortes em 24h e novo recorde, Brasil se torna 3º país com mais óbitos por Covid-19

Total de mortes no País pelo novo coronavírus é de 34.021; casos positivos da doença já são 614.941

Por Da redação

04 jun 2020 às 22:22 • Última atualização 04 jun 2020 às 22:25

Após 100 dias do primeiro caso, o Brasil ultrapassou a Itália em número de mortes pelo novo coronavírus (Covid-19). Com 1.473 novos óbitos registrados nas últimas 24 horas – novo recorde diário, o País atingiu a marca de 34.021 vidas perdidas, tornando-se o terceiro em número de mortos, segundo ranking da Universidade Johns Hopkins.

Em segundo lugar está o Reino Unido (39.987 óbitos) e, em primeiro, os Estados Unidos (108.120 óbitos). A Itália, que até então era o terceiro país com mais mortes da doença causada pelo novo coronavírus, tem 33.689 óbitos.

Por três dias consecutivos, o País contabilizou mais de mil mortes e mais de 28 mil novos casos confirmados da doença no período de 24 horas: foram 30.925 de ontem para hoje e agora já são 614.941 pessoas contaminadas.

Há, ainda, 4.159 pessoas com sintomas relacionados ao coronavírus sob investigação, de acordo com a pasta. Do total de óbitos confirmados, somente 366 ocorreram nos últimos três dias.

Pelo menos 325.957 pessoas estão em acompanhamento, de acordo com a pasta. E 254.963 se recuperaram.

A alta ocorre em meio a anúncios de flexibilização das medidas distanciamento social em Estados que têm visto crescimento no número de óbitos pelo novo coronavírus, como São Paulo, Rio de Janeiro, Amazonas e Ceará.

Todos os Estados brasileiros já têm óbitos confirmados. O Estado brasileiro mais afetado segue sendo São Paulo, que, nesta quinta-feira, 4, atingiu a marca de 8.561 mortos pela doença, sendo 285 óbitos nas últimas 24 horas.

O Estado paulista é seguido pelo Rio de Janeiro, que registrou um novo recorde de óbitos pelo novo coronavírus. De acordo com a Secretaria Estadual da Saúde (SES) foram 317 mortes entre a quarta e esta quinta-feira. Assim, oficialmente 6.327 pessoas já morreram pela doença no Estado.