Clubes brasileiros põem infraestrutura à disposição

São Paulo, Corinthians e Santos ofereceram seus centros de treinamentos, estádios e clubes sociais; Palmeiras terá vacinação contra gripe no estádio


Foto: Allianz Parque / Divulgação
O Palmeiras terá vacinação contra gripe no Allianz Parque

Clubes do futebol brasileiro colocaram suas estruturas à disposição das autoridades para ajudar as vítimas do novo coronavírus. São Paulo, Corinthians e Santos ofereceram seus centros de treinamentos, estádios e clubes sociais. O Palmeiras terá vacinação contra gripe no Allianz Parque. O Bahia ofereceu o Fazendão, seu antigo CT, e o governador Rui Costa (PT) já afirmou que vai transferir para lá os pacientes que não precisam de tratamentos complexos. O Athletico-PR colocou a Arena da Baixada e o CT do Caju à disposição dos órgãos de saúde do Paraná.

Por causa da pandemia, competições e treinos estão paralisados. Consequentemente, os atletas foram dispensados das atividades nos CT’s e receberam orientações do departamento médico dos clubes sobre como agir na prevenção ao novo coronavírus. Até agora, não houve nenhum jogador de futebol com caso detectado.

O movimento dos clubes brasileiros é mais um exemplo da solidariedade que o esporte em geral tem mostrado durante a pandemia. Para o presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, é importante os times se mobilizarem no combate ao novo coronavírus. “O futebol está conseguindo aos poucos mudar a postura social. Não é só dentro das quatro linhas, temos poder de comunicação muito grande. Quando podemos usar a comunicação, já ajudamos. E agora, oferecendo as estruturas, melhor ainda”, disse Bellintani ao jornal O Estado de S. Paulo.

Bellintani acredita que a comoção causada pela pandemia pode mudar a forma de os clubes agirem em outras questões sociais. O Bahia é o time brasileiro que mais tem se destacado em ações afirmativas, como contra o racismo, em favor dos direitos LGBTQ, sobre o tratamento das mulheres em estádios, entre outras. “Eu acho que pode, mas é um processo gradativo, não tenho a ilusão de que vai ser grande mudança de forma rápida. Um momento como esse ajuda. A sociedade está cada vez mais egoísta, mas estamos vendo que a solidariedade ainda tem muito espaço”, disse.

Entre os clubes, o São Paulo enviou carta ao secretário estadual da saúde, José Henrique Germann Ferreira, oferecendo o Morumbi e o CT da Barra Funda. O Corinthians, por sua vez, informou que “está disponibilizando todos os seus equipamentos no combate ao avanço da doença e na assistência à população em geral”. Em Santos, a Secretaria de Saúde do município poderá usar as dependências da Vila Belmiro, colocada à disposição pela diretoria santista.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora