Chuva deixa São Paulo em estado de atenção para alagamentos

O Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) declarou estado de atenção para alagamentos nas zonas norte, oeste, sudeste e centro…


O Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) declarou estado de atenção para alagamentos nas zonas norte, oeste, sudeste e centro da cidade de São Paulo, além das Marginais do Tietê e do Pinheiros. O alerta foi emitido às 18h18 desta terça-feira, 1º. A situação mais grave é no distrito de Perus, na zona norte, que está em estado de alerta e tem duas vias interditadas após o transbordamento do Córrego Perus.

Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), há ao menos seis pontos de alagamento na capital paulista. Dois ficam em Perus, na Praça Inácio Dias e na Rua Francis de Castelnau, enquanto um está no entorno da Praça da Bandeira, no centro. Há, ainda, alagamentos em dois trechos da Avenida Jacu Pêssego, na Mooca e em Itaquera, e na Rua Manuel B. de Lima, em Itaim Paulista, todos na zona leste.

Entre as 16h12 e as 17h30, a subprefeitura de Itaim Paulista, na zona leste, esteve em estado de alerta em razão da iminência de transbordamento do Córrego do Lajeado. “As chuvas voltaram a ganhar intensidade nas zonas oeste, centro e marginais. Na zona norte ainda chove com moderada intensidade, o que sobrecarrega o sistema de drenagem sobretudo na região de Perus. As precipitações se deslocam com velocidade baixa, o que potencializa a formação de alagamentos”, alerta a CGE.

Já a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) informou que a queda de uma árvore causou a interdição temporária de uma trecho da Rua Humberto I, próximo à Rua Pelotas, na Vila Mariana, zona sul. Além disso, o Corpo de Bombeiros diz ter recebido 33 chamados para atender pessoas ilhadas, principalmente na parte leste da capital e em Santana do Parnaíba, na região metropolitana.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!