21 de janeiro de 2021 Atualizado 08:41

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Final de ano

Centro de Contingência recomenda até 10 pessoas em confraternizações

Médico lembrou que a letalidade pela Covid está em 3% em pessoas entre 50 e 60 anos, subindo progressivamente

Por Marina Zanaki

03 dez 2020 às 15:09 • Última atualização 03 dez 2020 às 15:23

Orientação foi feita em coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes realizada nesta quinta - Foto: Governo do Estado de São Paulo

O Centro de Contingência da Covid-19 do Estado de São Paulo recomendou que as confraternizações de final de ano se limitem a 10 pessoas. A orientação foi feita em coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes realizada nesta quinta-feira (3).

Coordenador do Centro de Contingência, José Medina lembrou que os indicadores apontam retorno acelerado nas taxas de crescimento da pandemia e que a ocupação de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) está em 60%.

“Estamos recomendando oficialmente que nas festas de final de ano, por um ato de cidadania e proteção à família, evitem aglomerações superiores a 10 pessoas, e ainda com tempo de exposição baixa. Não dá para imaginar um grupo maior de 10 pessoa reunido com tempo de exposição maior que uma hora, ou prologado. Se tiver apenas um dentre eles com doença pré-assintomática, pode contagiar todos os demais”, declarou o médico.

O Centro de Contingência lembrou que a letalidade pela Covid está em 3% em pessoas entre 50 e 60 anos, subindo progressivamente. Acima de 80 anos, a letalidade está em 32%. Com mais de 90 anos, chega a 38%.

“A vacina em pouco tempo vai estar disponível, mas não antes do Natal e Reveillon. É preciso tomar bastante cuidado para evitar comprometimento de um dos familiares. Os jovens têm menos risco, mas circulam mais, são vetor importante e podem contagiar seus familiares”, alertou Medina.

Publicidade