Blocos no centro estreiam carnaval de rua em São Paulo


O carnaval de rua de São Paulo começa oficialmente neste sábado, 15, e os foliões já se concentram para acompanhar os desfiles. Na Praça da República, na região central, o bloco Casa Comigo iniciou o desfile tocando a marcha nupcial por volta das 12h15 e está na Avenida Ipiranga.

A auxiliar administrativo Letícia Moreira, de 31 anos, saiu às 9 horas de Jacareí, no interior paulista, para desfilar no bloco. Ela e as amigas se vestiram de noiva para combinar com o nome do bloco. “Acordamos cedo e já viemos fantasiadas. Viemos só para o bloco e vamos voltar hoje.”

Amiga de Letícia, a secretária Jade Aparecida Machado, de 26 anos, saiu de Santa Isabel, também no interior paulista, para sua primeira experiência no carnaval de rua paulistano. “É a primeira vez que venho e espero que seja bom. Eu vejo o povo postando fotos e isso contagia muito.”

Um dos fundadores do bloco, Raphael Guedes diz que os integrantes se prepararam durante o ano para fazer um grande desfile. “Fizemos um edital para movimentos artísticos e escolhemos três grupos. Durante o cortejo, vamos ter a performance do Baque Bolado, que toca maracatu, um momento com a Banda Cigarra, que toca Gilberto Gil, e vai acabar no Teatro Municipal com uma pequena orquestra tocando na sacada. Vai ser um festival.”

Além de marchinhas, o bloco toca funk, axé e indie. “A gente toca música animada.”

A programação oficial do carnaval 2020 vai até o dia 1° de março e a previsão da Prefeitura é de que o público chegue a 15 milhões de pessoas no período, superando os 14 milhões de foliões em 2019. Os blocos Bangalafumenga, Bloco do Abrava, Ritaleena, Acadêmicos do Baixo Augusta, Bloco Alok e Confraria do Pasmado desfilam neste final de semana. Neste ano, serão 678 desfiles em 468 pontos da cidade.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora