29 de setembro de 2020 Atualizado 22:58

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

KM 22

Bicho-preguiça é resgatado na Rodovia dos Bandeirantes e devolvido à natureza

Motorista avistou o animal silvestre no acostamento da pista, na altura de São Paulo, e acionou a concessionária

Por Paula Nacasaki

09 ago 2020 às 17:13 • Última atualização 09 ago 2020 às 17:54

Um bicho-preguiça foi devolvido para a natureza na última sexta-feira (7) depois de ser resgatado no acostamento da Rodovia dos Bandeirantes, em São Paulo, na última quarta-feira (5). Antes de voltar para o habitat natural, o animal passou por cuidados na Associação Mata Ciliar, em Jundiaí.

Bicho-preguiça foi resgatado do acostamento da Rodovia dos Bandeirantes – Foto: CCR AutoBAn / Divulgação

O resgate foi realizado pela equipe da concessionária CCR AutoBAn com o apoio dos técnicos da Associação Mata Ciliar e de patrulheiros da Divisão Florestal da Guarda Municipal de Jundiaí.

De acordo com a administradora do Sistema Anhanguera-Bandeirantes, o bicho-preguiça foi encontrado no km 22, na altura da capital. Um motorista informou a concessionária por telefone que o animal silvestre estava no acostamento.

Bicho-preguiça foi reintegrado à natureza – Foto: CCR AutoBAn / Divulgação

“Nossas equipes são treinadas para este tipo de resgate, que exige cuidado com o animal e também com os nossos usuários das rodovias. Por isso, sempre recomendamos que ao avistar um animal silvestre, entre em contato com a concessionária que administra a via, que está preparada para este tipo de ação”, ressaltou João Moacir da Silva, coordenador de tráfego da CCR AutoBAn

O telefone para contato da AutoBAn é o 0800-055-5550.

Projeto Guardiões da Mata
Preocupada com a preservação da biodiversidade da região ao entorno das rodovias Anhanguera e Bandeirantes, a CCR AutoBAn firmou parceria em 2009 com a Associação Mata Ciliar, por meio do Projeto Guardiões da Mata.

Com a parceria, todo animal silvestre resgatado no Sistema Anhanguera-Bandeirantes é encaminhado à ONG, cuja sede fica em Jundiaí, para ser reabilitado e reintegrado à natureza.

Publicidade