21 de outubro de 2020 Atualizado 15:41

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Por 4 meses

Artesp adia reajuste dos pedágios das rodovias paulistas

Reajuste dos valores deveria entrar em vigor nesta quarta, mas foi adiado por 4 meses, em função do estado de calamidade pública

Por Talita Bristotti

30 jun 2020 às 16:19

A Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) autorizou nesta terça-feira (30) o adiamento por quatro meses do reajuste tarifário dos pedágios da maioria das rodovias paulistas.

A autorização da postergação do reajuste foi publicada hoje no Diário Oficial do Estado. O reajuste deveria entrar em vigor amanhã (1º de julho), mas os valores das tarifas em vigor desde julho de 2019 vão permanecer inalterados pelos próximos quatro meses.

Praça de Pedágio na Rodovia Anhanguera, em Nova Odessa – Foto: Arquivo / O Liberal

O reajuste anual é estabelecido em contrato de concessão válido para as rodovias das três primeiras etapas do Programa de Concessões Rodoviárias – dentre elas o do Sistema Anhanguera-Bandeirantes.

Na região, há duas praças de pedágio: uma na altura do km 115 da Rodovia dos Bandeirantes, em Sumaré, e a outra na altura do km 118 da Rodovia Anhanguera, em Nova Odessa. Nas duas praças, o valor é de R$ 8,40.

O adiamento também contempla as praças de pedágio da concessionária Entrevias, que teria atualização em 6 de julho.

“Apesar de reconhecer a legitimidade do reajuste tarifário, a postergação leva em consideração o cenário de estado de calamidade pública”, segundo comunicado da Artesp.

Outros reajustes
A data de reajuste das praças de pedágio da concessionária ViaPaulista, que ocorre em 23 de novembro, permanece inalterada.

As cinco praças do sistema remanescente da concessionária Centrovias e, atualmente, administradas pela concessionária Eixo-SP, também não terão alteração, pois já tiveram suas tarifas calculadas em outro processo, cujos valores estão em vigor desde 15 de maio deste ano, no início da nova concessão.

Podcast Além da Capa
Os eleitores brasileiros ainda não sabem em que data irão às urnas neste ano para escolher novos prefeitos e vereadores. Diante dessa indefinição, como se comportam as campanhas em Americana e região nesse momento? Afinal, considerando a data originalmente prevista (4 de outubro), faltam menos de 100 dias para as eleições. Nesse episódio, o editor Bruno Moreira recebe o repórter André Rossi e editor-executivo e chefe de reportagem do LIBERAL, João Colosalle, para discutir o cenário regional.

Publicidade