Após temporal, Eletropaulo dá de 1 a 5 dias para religar luz em SP

O temporal que atingiu a cidade de São Paulo na tarde deste sábado, dia 3, ainda está causando prejuízos para…


O temporal que atingiu a cidade de São Paulo na tarde deste sábado, dia 3, ainda está causando prejuízos para os moradores da capital e de parte da região metropolitana. A chuva e os fortes ventos causaram interrupção no fornecimento de energia elétrica e a Eletropaulo, empresa concessionária do serviço, chegou a informar a alguns clientes que a luz só seria restabelecida na quinta-feira, dia 8.

Uma mulher publicou no Twitter a resposta que recebeu da Eletropaulo sobre a demanda de religação. Às 9h37 deste domingo, 4, a previsão era de restabelecimento às 14h30. Às 11h, a previsão mudou para 18h. E às 15h, quando a cliente fez novo questionamento, a empresa respondeu que a solicitação tinha prazo de atendimento para as 23h30 do dia 8, ponderando que a previsão poderia ser alterada.

Para outros usuários, a empresa deu prazos entre 24 e 72 horas para a religação, o que não havia sido cumprido integralmente, de acordo com relatos de moradores ouvidos pelo reportagem na noite deste domingo4. A Eletropaulo disse que ventos de até 75 km/h foram registrados, o que causou queda de galhos e árvores, principais causas da interrupção da energia. O Corpo de Bombeiros recebeu 494 chamados de queda de árvores no fim de semana na capital e na Grande São Paulo.

As regiões mais afetadas da capital foram sul, oeste e norte. Nas redes sociais, a concessionária disse ter quadruplicado o número de técnicos, o que totalizou 1,1 mil funcionários trabalhando “em diversos pontos para garantir a normalização”.

Apesar disso, na noite deste domingo o engenheiro Einstein Maciel, de 34 anos, teve de subir 13 andares pela escada, pois a luz não havia sido religada no prédio onde mora, na Chácara Santo Antônio, zona sul da capital. “Por aqui, não choveu, mas teve uma ventania bem forte. A luz acabou às 18h30 (de sábado) e não voltou mais (até a noite de domingo). Em contato com a Eletropaulo, eles dão diferentes prazos, mas até agora nada foi resolvido”, lamentou.

O contador Marcos Vinícius Alves Ramalho, de 24 anos, esvaziou sua geladeira e levou os produtos para casas de parentes que moram perto dele, no Parque Vitória, zona norte. “Levamos as carnes para a casa da minha tia, senão ia estragar tudo. Tomei banho lá e hoje passei o dia fora de casa. Se não voltar até amanhã (segunda-feira, 5), vai ser mais difícil sair para o trabalho sem ter energia em casa”, disse.

Moradora da Vila Andrade, na zona sul, Stefany Angeli também estava há 24 horas sem energia até a noite deste Domingo. A assessora de marketing já obteve da Eletropaulo três previsões para o restabelecimento.

Em outros casos, a energia foi religada. A concessionária disse que 60% das demandas foram atendidas. O apartamento do engenheiro Jorge Portela, que fica no Jardim Londrina, na zona oeste, ficou sem luz das 19h de sábado até as 10h de domingo.

Providências

A concessionária disse que as equipes “estão trabalhando para o restabelecimento total o mais rápido possível”. A reportagem questionou a Eletropaulo sobre a quantidade de reclamações e uma previsão concreta para o restabelecimento total, mas não obteve resposta.

Sobre o prazo de cinco dias, a empresa disse que “a mensagem inicial enviada está incorreta”. “O cliente não será atendido apenas em 8 de novembro”. A Eletropaulo disse ter havido “uma falha no sistema de envio de SMS da concessionária, já solucionada pela companhia”.

Como reclamar

A falta de luz pode ser informada à Eletropaulo pelo telefone 0800 7272 196 ou por SMS, enviando uma mensagem para 7373 com a palavra LUZ e seu número de instalação, que consta na fatura. Para religação de energia elétrica com urgência, envie um torpedo para o mesmo número com a palavra RELIGA, seguida do seu número da instalação. O aplicativo também oferece atendimento.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!