06 de agosto de 2020 Atualizado 22:08

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Cotidiano

15,6 milhões tiveram ao menos um dos 12 sintomas de síndrome gripal de 7 a 13/6

Por Agência Estado

03 jul 2020 às 15:17 • Última atualização 03 jul 2020 às 15:48

Na segunda semana de junho, 15,6 milhões de pessoas apresentavam pelo menos um dos 12 sintomas associados a síndrome gripal investigados pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua Covid (Pnad Covid), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O contingente equivale a 7,4% da população do País.

A pesquisa investiga a ocorrência de febre, tosse, dor de garganta, dificuldade para respirar, dor de cabeça, dor no peito, náusea, nariz entupido ou escorrendo, fadiga, dor nos olhos, perda de olfato ou paladar e dor muscular. Na semana anterior, 15,8 milhões tinham apresentado algum desses sintomas.

Entre as pessoas que tiveram sintomas de gripe no período de 7 a 13 de junho, cerca de 3,0 milhões (19,2% dos que tiveram sintoma) procuraram atendimento em algum estabelecimento de saúde. Mais de 85% destes atendimentos foram na rede pública de saúde.

Na semana anterior, de 31 de maio a 6 de junho, 2,8 milhões de pessoas com sintomas de gripe buscaram ajuda médica. A pesquisa considera a busca por socorro médico em postos de saúde, equipe de saúde da família, Unidade de Pronto Atendimento (UPA), Pronto Socorro ou Hospital do Sistema Único Saúde (SUS), além de ambulatório, consultório, pronto socorro ou hospital privados.

Na semana entre 7 e 13 de junho, cerca de 900 mil pessoas procuraram atendimento em hospital, fosse ele público, particular ou ligado às forças armadas . Na semana anterior, de 31 de maio a 6 de junho, os hospitais foram procurados por 943 mil pacientes.

Entre os que procuraram atendimento, 110 mil (12,2%) foram internados na segunda semana de junho, contra um total de 121 mil internações na primeira semana do mês.