Aveia: farinha, farelo ou flocos?

Entenda como os diferentes tipos de aveia podem trazer benefícios para a alimentação


Farelo, farinha, flocos? A aveia se apresenta de diferentes formas e cada uma tem a aplicação mais adequada na culinária do dia a dia. Conhecendo a indicação de uso dos tipos de aveia na gastronomia é possível extrair o melhor em sabor e nutrição. Mais nutritivo que outros cereais, o “supergrão” fornece energia por um longo período, aumentando a sensação de disposição, e pode ser usado nas mais diversas receitas, desde salgados até sobremesas. Quem garante é a gerente de nutrição regional da PepsiCo, Juliana Peccin.

“Outra curiosidade do supergrão está na sua superioridade nutricional em relação a cereais muito conhecidos, como quinoa e amaranto, já que possui maior quantidade proteínas, fibras, zinco, manganês e até mesmo tiamina, uma das vitaminas do complexo B”, enumera Juliana.

Foto: Shutterstock
A aveia se apresenta de diferentes formas e cada uma tem a aplicação mais adequada
Ela comenta que muitas pessoas quando ouvem a palavra aveia pensam instantaneamente em mingau ou no uso “polvilhado” sobre as frutas. “Este “supergrão” pode ser encontrado em três diferentes formas, sendo como farinha, em flocos (finos ou regulares), ou até mesmo como farelo, o que possibilita o preparo de uma infinidade de receitas práticas e nutritivas, além de saborosas”, assegura.
A aveia é um cereal que atua na redução do colesterol ruim, no aumento da sensação de saciedade, na diminuição do risco cardiovascular e no gerenciamento do peso.

Sopas, cremes e massas

A textura muito fina da farinha de aveia confere a ação de agente espessante no preparo de sopas e cremes, além de receitas mais elaboradas, como na massa e recheio de panquecas, em pães ou ainda como complemento nutricional em pratos tradicionais, como o feijão. Pode substituir total ou parcialmente a farinha branca, que é menos nutritiva.

FARINHA. Rica em minerais e fitoquímicos
Empanados, tortas e biscoitos

Conhecido como farelo de aveia ou Oat Bran (feito com a parte externa da casca), apresenta uma textura mais firme responsável pela crocância que confere às receitas. Sua indicação é para uso em preparo de empanados, milanesas e alimentos levados ao forno, além de receitas como massas de tortas e biscoitos salgados.

FARELO. Rico em fibras beta-glucanas, tem alto teor nutricional

Foto: Shutterstock
Por conta da grande quantidade de beta-glucanas, a aveia contribui para controlar a glicemia
Sobremesas, bolos e hambúrguer

Práticos, os flocos da aveia potencializam o sabor das frutas e iogurtes e também emprestam consistência aos preparos como as overnight oats (sobremesa que combina iogurte, frutas e aveia), bolos, crumbles e em receitas salgadas, com destaque para hambúrguer com aveia.

FLOCOS. Maior concentração de antioxidantes que agem no combate aos radicais livres, se aliando aos flavonoides e tocoferol do “supergrão” para retardar o processo de envelhecimento.

BENEFÍCIOS DA AVEIA. Motivos para incluir aveia na alimentação

BEM-ESTAR. O consumo diário de aminoácidos, como triptofano e metionina, é essencial para a melhora do sono e humor. Esses aminoácidos não são produzidos pelo corpo, por isso é preciso obtê-los por meio da alimentação.

Foto: Shutterstock
A aveia é um cereal que atua na redução do colesterol ruim
RADICAIS LIVRES. A aveia é o único cereal na natureza que contém avenantramidas, um antioxidante que ajuda a combater os radicais livres, auxiliando na desaceleração do envelhecimento precoce, contando também com função anti-inflamatória. A substância age em conjunto com outros compostos fenólipos presentes na casca, como ácidos ferúlicos, caféicos e fíticos.

DIETA. Por conta da grande quantidade de beta-glucanas, a aveia contribui para controlar a glicemia e proporcionar sensação de saciedade maior do que outros cereais com menor teor de fibras solúveis, ajudando no controle do peso.

CORAÇÃO. Aveia é recomendada para reduzir o colesterol. “A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e a FDA (agência reguladora americana) recomendam, para a prevenção de doenças cardiovasculares, uma dose diária de três gramas de fibra solúvel beta-glucana, que podem ser obtidas com a ingestão de 40 gramas de aveia Oat Bran (quatro colheres de sopa)”, observa Juliana Peccin, gerente de nutrição regional da PepsiCo. A fibra solúvel ajuda na redução da absorção do colesterol ruim pelo organismo.

INTESTINO. Recomenda-se ingerir duas colheres (sopa) de aveia por dia, que equivalem a 12% das fibras necessárias à dieta. “O hábito de consumir o supergrão, rico em fibras beta-glucana, auxilia na função intestinal, proporcionando mais leveza e disposição para as tarefas do dia a dia”, completa Juliana.

Fonte: PepsiCo

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora