SPFW: 'Mãos que fazem história'

Um mundo repleto de Marias, Lourdes, Cíceras, Franciscas e Raimundas, que têm em comum a habilidade de dar formas sofisticadas a materiais singelos


A coleção Verão 2016 da ÁGUA DE COCO por Liana Thomaz, inspirada no livro “Mãos que fazem história”, das jornalistas Cristina Pioner e Germana Cabral (Editora Verdes Mares), traz toda a riqueza e detalhes do trabalho das artesãs de diversas comunidades do Ceará, que por meio das mãos transformam materiais singelos em peças preciosas, de beleza única. São verdadeiras obras de arte que levam meses para serem finalizadas e se misturam às histórias de vida das mulheres rendeiras das serras, litoral e sertão do Ceará, igualmente fascinantes. Uma arte que é passada de geração em geração e que, com a vida moderna, corre o risco de se perder no tempo.

As riquezas naturais do estado também inspiram a coleção, que traz como matéria-prima o linho, seda pura e a LYCRA ®. Os shapes mais estruturados, combinados com o delicado trabalho manual, conferem feminilidade e sofisticação às peças.

Tons terrosos, neutros e esverdeados compõe a cartela de cores, inspiradas nas paisagens tipicamente nordestinas, presentes nas estampas. São elas:

Cactos
Aparecem nas estampas compostas de detalhes de costura que se assemelham as nervuras e espinhos da própria planta.

Palha com coco
O bordado rechilieu, feito à mão no linho, aparece em tons esverdeados e se misturam às estampas de coqueiros.

Pacavira
O bloco tem como inspiração a Pacavira, planta típica na paisagem do Ceará. Todas feitas na renda Labirinto preta, as peças aparecem em tons terrosos com estampas inspiradas na trama da renda. Exigindo uma técnica minuciosa, uma peça de desfile chega a levar seis meses para ser finalizada.

Foto: Fernanda Calfat / Divulgação
Água de coco por Liana Thomaz
Falésias
Inspiradas nas falésias do Ceará, local aonde a areia colorida é extraída para o artesanato, o bloco apresenta tons predominantes de terra, marrom e laranja. A renda rechilieu dá o toque delicado às peças.

Arabescos
Tons naturais e azulados se misturam à delicadeza da renda rechilieu. Seus vazados são abertos e arrematados à mão, num trabalho minucioso e delicado. Os shapes estruturados apresentam as estampas inspiradas na própria renda.

Velas
Eleita a estampa comemorativa do ano 30 da marca, as velas do Mucuripe fazem parte do cenário tradicional da orla de Fortaleza. A renda labirinto branca, no formato das velas, homenageia os pescadores e suas jangadas.

Pout Pourri
Peças off-white com bordados e rendas variados, típicos do Ceará, como labirinto, renascença, bilro e filé. Neste bloco, o trabalho delicado da renda se mistura à sofisticação do linho de seda.

Filé Branco
Estampas que remetem a renda filé, em tons claros e branco.

Os acessórios que acompanham a coleção também ganharam formas de rendas, com técnicas de corte a laser.

Nos pés, sandálias feitas à mão, desenvolvidas pela marca VICENZA exclusivamente para a ÁGUA DE COCO por Liana Thomaz em três versões: flat, cano curto e gladiadora.

O cenário, inspirado nas falésias da famosa praia de Morro Branco, traz um Ceará moderno e gráfico, mas ainda assim, que preserva suas preciosas tradições.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora