Galinhas serão usadas para conter escorpiões na Emei Bacuri

A Prefeitura de Americana irá utilizar galinhas para combater o aparecimento de escorpiões na Emei (Escola […]


A Prefeitura de Americana irá utilizar galinhas para combater o aparecimento de escorpiões na Emei (Escola Municipal de Educação Infantil) Bacuri, na Rua 7 de Setembro, no Centro. Nas últimas semanas, foram encontrados três escorpiões no local, e a situação preocupa os pais das crianças. Estratégia idêntica foi utilizada pela administração em 2016 no Caic (Centro de Atenção Integral à Criança) Professor Sylvino Chinelatto, no Jardim da Paz.

De acordo com a mãe de duas alunas da escola, as próprias crianças relataram o aparecimento dos bichos e os pais procuraram a direção para pedir providências. “A gente fica com medo de acontecer alguma coisa, não estou querendo nem mandar elas para a escola enquanto não resolverem”, afirmou.

Foto: Marcelo Rocha / O Liberal
Escorpiões estão aparecendo com frequência na Emei Bacuri

Por meio da assessoria de imprensa, a prefeitura afirmou que próximo à escola existem dois prédios abandonados que podem ter relação com a situação. Segundo a nota, a Subsecretaria de Educação Infantil entrou em contato com o Setor de Fiscalização da Secretaria de Obras e Serviços Urbanos para pedir providências. Segundo a pasta o prédio em frente já foi notificado e o caso está na justiça. Quanto ao imóvel ao lado, uma equipe vai fazer uma visita no local para tomar as medidas cabíveis, segundo o Executivo.

O LIBERAL questionou que medidas têm sido tomadas sobre a situação. A prefeitura informou que todos os dias os funcionários varrem as folhas do pátio e que escola foi dedetizada há pouco mais de um mês e serão colocadas galinhas na unidade. Elas são predadoras dos escorpiões.

Conforme mostrou o LIBERAL nesta quinta-feira, no Vale das Nogueiras, quatro alunos da creche Tupã foram picados por carrapatos recentemente – a cidade vive um surto de febre maculosa, que é transmitida pelo carrapato estrela.

Em meio a essa situação, a prefeitura vetou o projeto de lei que obrigava o município a disponibilizar o cronograma da capinação das escolas do município, alegando inconstitucionalidade. Ainda assim, segundo informações da assessoria de imprensa, a prefeitura pretende, por iniciativa própria, passar a publicar o cronograma. Isso será incluído no contrato com a empresa que for escolhida para fazer o serviço. A previsão da próxima concorrência é no segundo semestre. Dessa forma, no fim do ano, quando a capinação é mais exigida, o cronograma deverá estar disponível.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora