15 de agosto de 2019 Atualizado 09:42

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Brasil

Amostras de água da Billings são colhidas para descobrir causa da morte de peixes

Responsável pelo fornecimento de água para mais de dois milhões de pessoas na Grande São Paulo, a represa Billings se…

Por Agência Estado

26 mar 2019 às 12:01 • Última atualização 26 mar 2019 às 19:00

Responsável pelo fornecimento de água para mais de dois milhões de pessoas na Grande São Paulo, a represa Billings se deparou no último fim de semana com a morte de milhares de peixes que apareceram boiando na região de São Bernardo do Campo, cidade do ABC paulista.

De acordo com a Colônia de Pescadores de São Bernardo do Campo Orlando Feliciano, a cena é de “cortar o coração e o culpado precisa ser punido”. Pescadores ficaram assustados com a morte de peixes de diversas espécies.

“Parece um tapete branco, mas são peixes lambaris mortos”, destacou a comunidade em um vídeo. A Secretaria Estadual do Meio Ambiente de São Paulo informou que coletou no início da tarde desta terça-feira, 26, amostras da água do reservatório para analisar e descobrir o que provocou a morte dos peixes.

Em meio ao desastre ambiental, a represa comemora 94 anos de existência nesta quarta-feira, 27. O reservatório represa foi idealizado em 1925 pelo engenheiro Billings, funcionário da extinta concessionária de energia elétrica Light.

Atualmente, cerca de 400 pessoas vivem de pesca na região. Além disso, o local também recebe visitantes nos fins de semana para passeios de barco. Há restaurantes nas margens da represa

A represa Billings é considerada como um dos principais reservatórios de água da região metropolitana de São Paulo. Peixes como tilápias, lambaris e traíras são encontrados na região.