Políticos da região são citados em lista da Odebrecht

Cristina e Tito são listados em uma planilha onde é apontado repasse de, respectivamente, R$ 400 mil e R$ 300 mil durante as eleições


Foto: Arquivo / O Liberal
A lista tem o nome de pouco mais de 200 nomes de políticos e, no caso de Tito e Cristina, não há o apontamento de como este pagamento teria sido feito

A prefeita de Sumaré, Cristina Carrara (PSDB), e o candidato derrotado à eleição municipal de 2012, Francisco de Assis Pereira de Campo, o Tito (PT), foram mencionados em uma lista de supostos beneficiários da Construtora Odebrecht nas eleições de 2012. Os documentos foram apreendidos pela Polícia Federal há cerca de um mês no endereço do Executivo do grupo, Benedicto Barbosa Junior.

Cristina e Tito são listados em uma planilha onde é apontado repasse de, respectivamente, R$ 400 mil e R$ 300 mil durante as eleições de 2012. Além dos nomes de ambos e o nome de Sumaré, a planilha ainda leva o codinome de ambos a público. Cristina é a “Coroa” e Tito é o “Presidente”.

Foto: Arquivo / O Liberal
Cristina negou ter recebido qualquer recurso da empresa

A lista tem o nome de pouco mais de 200 nomes de políticos e, no caso de Tito e Cristina, não há o apontamento de como este pagamento teria sido feito, já que as empresas não constam como doadoras diretas de campanha.

Cristina negou ter recebido qualquer recurso da empresa e que tudo que foi recebido na campanha como prefeita em 2012 foi declarado pela Justiça Eleitoral. Tito disse não ter tido acesso aos documentos, mas afirmou que todos os recursos recebidos estão de acordo com a lei.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora