Mergulho e diversão nos aquários do Brasil

Animais de rios e mares fascinam turistas que buscam lazer, conhecimento e cultura nas férias de julho


A visita a aquários e oceanários pode enriquecer as férias de quem busca unir conhecimento e diversão. Tubarões, raias, pinguins e diferentes espécies de peixes compõem os 40 aquários brasileiros que recebem, junto com os zoológicos, 30 milhões de visitantes por ano.

Além de proporcionar momentos de descontração, os aquários são responsáveis pela conservação das espécies e conscientização dos visitantes sobre a importância da preservação da fauna e flora aquáticas. Que tal reservar uns dias das férias para conhecer alguns deles:

AquaRio (RJ) – No Rio de Janeiro, mais precisamente no Porto Maravilha, está a atração que recebe o título de maior aquário marinho do Brasil e da América do Sul. O gigante AquaRio utiliza 4,5 milhões de litros de água para abrigar seus oito mil animais de 350 espécies. Durante a visita, os turistas poderão aproveitar atividades de educação e lazer em atrações como o Aquário Marinho Virtual, o Museu de Ciências e o Terminal YFish, que permite a visualização de peixes criados no Aquário Virtual.

Foto: Embratur
Aquários espalhados por todo o Brasil são opções de turismo para o período de férias

Aquário do Rio São Francisco (MG) – Localizado em Belo Horizonte, o aquário é repleto de peixes nativos e exóticos das águas do rio São Francisco, que corta cinco estados e 521 municípios brasileiros. São 21 tanques com três mil espécies típicas da bacia, sendo algumas em extinção. Há também um segundo piso onde é possível observar os peixes de cima e sentir a sensação de estar às margens do rio. O passeio inclui conhecer, por meio de cenografia, a nascente do rio e percorrer os seus 2.800 km de extensão.

Aquário de São Paulo (SP) – São Paulo tem um aquário temático com cerca de 300 espécies e três mil animais. A cenografia do local permite aos visitantes imergirem nos ambientes apresentados. Réplicas das florestas brasileiras, dinossauros em tamanho real e navios submersos dão vida às aventuras nas águas. No setor marinho, os turistas embarcam em um submarino naufragado cercado de tubarões e raias. Conhecer os famosos e raros filhotes de jacarés albinos também faz parte da diversão.

Oceanário de Aracaju (SE) – O Oceanário de Aracaju está localizado na praia de Atalaia e encanta os turistas por seu formato de tartaruga gigante e pelas 70 espécies de animais expostas no local que é administrado pela Fundação Pró-TAMAR. Palestras, mostras de vídeo e o encontro com arraias, tubarões, moréias, xaréus e caranhas tornam a experiência do visitante ainda mais inesquecível. Algumas espécies de invertebrados, crustáceos, moluscos e peixes podem ser tocadas, sempre com orientação de um monitor do oceanário.

Aquário de Natal (RN) – O Aquário de Natal trabalha com a reabilitação de animais que são encontrados na orla e nas estradas. Dessa forma, eles podem receber os cuidados para serem devolvidos à natureza. Mas o aquário também proporciona aventura e contato com animais como hipopótamos e pinguins. Há opção de visitantes mergulharem com tubarões. Tem coragem de encarar?

Aquário Paraíba (PB) – Tubarões, arraias, crustáceos, moluscos e corais são alguns dos atrativos do local. No Aquário Paraíba o visitante conhece os biomas existentes no estado, representado por 120 exemplares pertencentes a 80 espécies de animais.  A decoração com apetrechos de mergulho e pesca fazem parte da caracterização da atração para envolver ainda mais o turista.

Aquário de Paranaguá (PR) – Na região Sul encontra-se o aquário com 26 recintos e mais de 200 espécies. A maioria delas são do litoral paranaense, mas o local inclui animais exóticos como o tubarão-bambu e os pinguins-de-magalhães. O aquário conta com exposições e uma verdadeira aula de biologia, ecologia, preservação e conservação, ensinadas pelos técnicos.

Aquário de Bonito (MS) – Bonito é conhecida pelas belezas naturais e pelo aquário repleto de diversidade. A cidade, juntamente com a Serra da Bodoquena e o Pantanal possui 269 tipos de peixes, incluindo os raros albinos, os Jaús (com 1,20 m e média de 30kg), pintados, cacharas, pacus e dourados. Na cidade, o turista pode se aventurar em um mergulho no Aquário Natural, com águas transparentes e repletas de cardumes. Ou, ainda, caminhar na Trilha dos Animais, onde existem pontos de observação de emas, jacarés, cervos do Pantanal e lobos-guarás.