Jalapão amplia horário de visita das dunas

Acesso ao atrativo poderá ser feito das 14h às 18h30, todos os dias da semana; horário limite para entrada no parque, na base das dunas, será 17h30


Para atender a grande demanda de visitação, a partir de 19 de fevereiro, logo após o carnaval, as dunas do Parque Estadual do Jalapão, no Tocantins, poderão ser visitadas já no início da tarde. A abertura do atrativo mais cedo, às 14h, vai propiciar o retorno de todos os visitantes ao estacionamento do acesso aos bancos de areia até o fim do horário de visitação, às 18h30. Os últimos visitantes deverão ingressar na área protegida, até no máximo às 17h30, uma hora antes do término da visitação.

No período da manhã, das 6h às 12h, somente será permitido o acesso – com agendamento prévio – para grupos institucionais, como escolas; para fins de uso de imagens comerciais; pesquisas científicas e aulas de campo.

Foto: Embratur
Jalapão

O Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) considerou o volume intenso de visitação diária para direcionar os monitores que controlam o acesso dos visitantes ao longo do dia. Atualmente, as agências de viagem concentram a entrada dos turistas nas dunas no horário do pôr do sol, ampliando a demanda da equipe técnica de controle e monitoramento da visitação.

As dunas do Jalapão, de coloração dourada ao pôr do sol, lembram um deserto e são o principal atrativo do local. A extensa região turística do Tocantins conta com dezenas de atrativos naturais espalhados pelos municípios de Ponte Alta do Tocantins, Mateiros e São Félix do Tocantins.

Foto: Embratur
Jalapão

Os visitantes percorrem centenas de quilômetros de estradas de terra que dão acesso aos rios de águas límpidas, como o majestoso rio do Sono e o rio Soninho; e cachoeiras transparentes, entre elas, as cachoeiras da Velha, do Formiga e das Arara. Os cenários esculpidos pela água e o vento são deslumbrantes. Destacam-se o Cânion Sussuapara e arenitos como a Pedra Furada.

Outro diferencial do Jalapão são os “fervedouros”, nascentes profundas que formam pequenos lagos. A pressão da água que brota do interior da terra permite o banhista relaxar na superfície das piscinas naturais sem perigo de afundar. Apesar da temperatura ambiente, a água borbulhando no poço de fundo arenoso lembra uma fervura.

Foto: Embratur
Jalapão

O Jalapão também é o berço do Capim Dourado, conhecido como a “joia” do Tocantins. A fibra reluz que nem ouro e só pode deixar o Tocantins depois de manufaturada. Nas mãos habilidosas das artesãs, o Capim Dourado é transformado em bijuterias, bolsas, chapéus, peças decorativas e utilitárias exportadas para os demais estados brasileiros e diversos países.

Agendamento

Para mais informações sobre o Jalapão, o Naturatins disponibiliza contatos por telefone (63) 3534-1072 ou por e-mail: pejalapao@naturatins.to.gov.br.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!