BH lidera no crescimento da intenção de viajar

Das sete capitais pesquisadas, apenas Porto Alegre apresentou tendência de retração na perspectiva de viagem nos próximos seis meses


Belo Horizonte é a capital onde a intenção de viajar nos próximos seis meses mais cresceu em abril, na comparação com ao mesmo período do ano passado. Embora tenha havido crescimento em seis das sete cidades pesquisadas pelo Ministério do Turismo, entre os moradores da capital mineira o aumento foi de 10,5 pontos percentuais (de 15% dos entrevistados para 25,6%), enquanto nos demais destinos não ultrapassou seis pontos.

Depois da capital mineira, os aumentos mais expressivos na intenção de viagem até outubro deste ano ocorreram no Rio de Janeiro que registrou 19,7%, Brasília (27,9%), São Paulo (23,2%), Recife (17,1%) e Salvador (15,2%). Somente em Porto Alegre houve retração de 4,8 pontos percentuais, caindo de 21,9% para 17,1% este ano.

Foto: Embratur
Belo Horizonte é a capital onde a intenção de viajar nos próximos seis meses mais cresceu em abril, na comparação com ao mesmo período do ano passado

A Sondagem do Consumidor – Intenção de Viagem, encomenda pelo Ministério do Turismo à Fundação Getúlio Vargas, indica que cresceu de 17,3% para 22,1% as perspectivas gerais de viagem na comparação com abril do ano passado. O estudo revela ainda que 70,7% dos entrevistados devem optar por viagens domésticas e que a maioria, 48%, terão os estados do Nordeste como destino. A segunda opção, com 19,7% das indicações, são os destinos do Sudeste.

Liberal Motors – BC

O meio de transporte mais demandado pelos entrevistados será o avião. A preferência pela utilização desse modal foi a que mais cresceu no comparativo com abril de 2016, saltando de 58% das indicações para 64%. As escolhas por viagens de automóvel e de ônibus, no entanto, registraram queda no mesmo período. O uso do carro caiu de 25,1% para 23,1%, enquanto o ônibus apresentou redução de 15,9% para 12,5%.

A sondagem é realizada mensalmente com moradores das sete capitais que representam 70% do fluxo doméstico de turistas. A pesquisa avalia a intenção do brasileiro de viajar em um universo de seis meses.