Vinho ideal para quatro tipos de ceia

A bebida acompanha do mais sofisticado ao mais simples dos pratos e, o vinho certo, é excelente para ressaltar o sabor da ceia


O sucesso das ceias de fim de ano está na variedade de pratos e sabores. Harmonizada com a bebida certa, a comida fica ainda mais saborosa e o evento mais especial. Ainda que a ceia seja simples, um bom vinho é sempre um excelente acompanhante. A sommelière Lana Ruff do “(evino)”, aplicativo especializado em venda de vinhos pela internet, sugere pratos e vinhos de acordo com o estilo de cada família. São quatro cardápios (clássico, moderno, econômico e sofisticado), atendendo o gosto e o bolso de cada um neste final de ano, todos com dicas dos melhores vinhos para ressalvar o sabor da ceia.

1 – Ceia Clássica
Esta é para a família que não abre mão dos pratos tradicionais desta época do ano. A salada de grãos surge como opção de prato de entrada, geralmente acompanhada de folhas verdes. O prato ganha sabor extra quando acompanhado de espumante de método Charmat, já que nesta receita o sabor predominante é o da mostarda e ela pede uma companhia que não tente se sobressair.

Para o prato principal, um delicioso peru assado com farofa de pão harmonizado com vinho tinto francês tipo Beaujolais. “As uvas pouco tânicas e com bastante acidez como a Gamay são ótimas opções para aves que não têm sabores muito fortes”, explica a sommelière.
De sobremesa, a sugestão é uma torta de maçã com vinho branco doce da região de Sauternes.

2 – Ceia moderna
A ceia moderna traz à mesa opções diferentes para a festa. Como entrada, Lana sugere uma bruschetta de avocado e raspas de limão harmonizada com vinho branco Sauvignon Blanc, já que receitas com limão normalmente vão bem com uvas de aromas cítricos naturais e com boa acidez.

Como prato principal, hambúrguer caseiro de carne suína e bovina servido com vinho tinto grego e, de sobremesa, um sorvete de banana com mirtilo harmonizado com vinho branco tipo Late Harvest. “Uma receita saborosa como este hambúrguer pede vinhos igualmente encorpados e rústicos. Já um vinho de aromas e sabores bastante doces pede uma sobremesa igualmente exuberante, de preferência com predominância de fruta”, pontua a sommelière.

3 – Ceia econômica
Este cardápio sugere substituições sem abrir mão do sabor e sofisticação que a época exige e atende a maioria dos brasileiros. A ceia começa com uma salada agridoce de brócolis com bacon que pode ser harmonizada com vinho branco Chardonnay. Segundo Lana, o vinho é mais encorpado e traz sensação de preenchimento em boca, sendo páreo para uma salada com ingredientes tão diversos nos sabores e texturas.

Como prato principal a aposta é um gnocchi ao ragù de calabresa com vinho tinto Chianti ou Primitivo. Para sobremesa, uma clássica mousse de maracujá harmonizada com espumante doce Moscatel. “Com altos teores de açúcar e acidez, esta sobremesa precisa de um vinho feito nos mesmos moldes”, explica.

4 – Ceia sofisticada
Aqui a ideia é inovar e investir em pratos mais requintados. Para o prato de entrada, a sommelier sugere um chutney de manga harmonizado com espumante Mousseux Ice, que complementa o adocicado da receita. Para o prato principal, um carré de cordeiro com puré de mandioquinha que pode ser harmonizado com vinho tinto Bordeaux; finalizando com uma tiramisù servida com um marcante vinho tinto doce Mavrodaphne.

“Carnes de caça são a harmonização clássica para vinhos tintos da região de Bordeaux, em que os níveis de taninos e acidez costumam ser equilibrados. Além disso, harmonizar sobremesa com vinho fortificado é uma escolha clássica, desde que a dupla se equipare em sabor e nível de açúcar”, finaliza.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!