Vegetarianos e os cuidados com a anemia

É mito que os adeptos do vegetarianismo têm mais facilidade em desenvolver a doença, mas é sempre bom prestar atenção à alimentação


Cada vez mais pessoas estão se tornando adeptas ao vegetarianismo e retirando os alimentos de origem animal da dieta. Apesar de nobre, essa mudança drástica na alimentação pode causar distúrbios. A anemia, doença ligada à deficiência de alguns nutrientes no cardápio, principalmente ferro, é uma delas, já que a carne vermelha é uma das principais fontes da substância. Porém, segundo especialistas, existem opções mais saudáveis muito ricas em ferro, que podem ajudar essas pessoas.

Segundo a nutricionista Cyntia Maureen, outras opções possuem até maior eficácia no combate da anemia do que as carnes. “O consumo da carne pode vir a trazer diversos malefícios, como, por exemplo, risco de incidência de doenças cardiovasculares, maior possibilidade de engordar, desenvolver câncer, entre outros. Portanto, desde que o novo adepto siga uma alimentação vegetariana equilibrada, não há motivos para tal preocupação”, afirma a especialista em nutrição.

Foto: Fotolia
Conheça o mito da beterraba

Quando o assunto é anemia, um alimento logo vem à mente: a beterraba. Acontece que, ao contrário do que muitas pessoas pensam, ela não ajuda a prevenir ou combater a doença. Isso porque a quantidade de ferro contida no alimento é muito pequena, se comparada a outros gêneros citados nesta matéria. Além disso, a beterraba também é rica em açúcares, que nem sempre são bem-vindos na dieta. Para efeitos comparativos, uma xícara de beterraba ralada possui somente 0,8mg de ferro não-heme (forma do ferro pouco absorvido pelo organismo), enquanto que um bife pequeno tem, em média, 7,5mg.

Foto: Fotolia
Bife de fígado

Um bife de fígado contém, aproximadamente, 8,5mg de ferro heme (ferro bem absorvido pelo organismo), enquanto a beterraba contém 0,8mg de ferro não-heme (de difícil absorção pelo organismo). Para eliminar a acidez e evitar que fique ressecado, deixe o bife, antes de temperar, por 15 minutos no suco de laranja. E lembre-se de fritar os bifes ou iscas em gordura bem quente e por pouco tempo para não ficar ressecado e sem gosto.

Foto: Fotolia
A romã é uma fruta rica em vitaminas

Os alimentos indicados: veja uma relação de alimentos recomendados para quem quer prevenir a anemia seguindo uma dieta vegetariana

PÃO INTEGRAL. Rico em fibras, tem alta concentração de ferro: uma fatia de pão integral contém quase 1mg, o que corresponde a cerca de 6% da necessidade diária.

ALIMENTOS INTEGRAIS. Além do pão, também são recomendados outros produtos de grão integral, como macarrão, cereais e arroz, entre outros produtos.

SUCO DE UVA INTEGRAL. É indicado o seu consumo diário, sempre associado a uma fonte de vitamina C (limão ou laranja, por exemplo), que atua na fabricação das células vermelhas do sangue.

ESPINAFRE. É importante para a produção e manutenção das células sanguíneas. Couve, agrião e brócolis são outras boas opções.

MEL. Fonte essencial de ferro, cobre e manganês, o mel contribui para otimizar a síntese de hemoglobina pelo organismo. Pode ser usado em saladas de frutas e cereais.

SUCO DE TOMATE INTEGRAL. Além de conter diversos nutrientes benéficos para o nosso organismo, o tomate é uma fonte rica em vitamina C e A, que melhoram a absorção de ferro.

ROMÃ. A romã é uma fruta rica em vitaminas, ferro, fibras e potássio. Por isso, é muito eficaz para estimular o fluxo sanguíneo saudável, e, consequentemente, tratar a anemia.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!