Leite e os seus minerais

O cálcio é apenas um dos componentes do leite, que também possui selênio, magnésio e zinco


O leite é um alimento que está longe de ser uma unanimidade. Enquanto alguns não vivem sem o produto, outros sequer lembram que ele existe. O fato é que as pessoas que não tem o hábito de beber leite, precisam repor os nutrientes consumindo derivados, já que esse produto é indispensável à saúde do organismo. E não só apenas do cálcio, mas dos outros minerais presentes em um bom copo de leite, entre os quais selênio, zinco e magnésio. Esses minerais reforçam o sistema imunológico, atuam na síntese e no reparo do DNA e auxiliam no tratamento da asma.

O selênio, por exemplo, além de ser importante para melhorar as defesas do organismo, é um nutriente antioxidante, combate os radicais livres e, por consequência, desacelera o envelhecimento. “Estudos mostram que esse mineral protege contra muitos tipos de câncer e pode auxiliar o organismo contra a asma”, explica a nutricionista Bárbara Peters, professora e orientadora no programa de pós-graduação em Nutrição em Saúde Pública da USP (Universidade de São Paulo).

A recomendação diária é para ingerir 55 mcg de selênio por dia por meio da alimentação. “Considerando que o leite apresenta de 50 a 100 mcg de selênio por litro, este pode ser considerado uma excelente fonte de selênio”, observa Bárbara por meio da plataforma Leite Faz Seu Tipo.

Foto: SXC
O leite é um alimento que está longe de ser uma unanimidade, mas possui muitas minerais necessários ao organismo

Benefícios do consumo de leite:

MAGNÉSIO. Assim como o selênio, ele tem um papel importante no tratamento e controle da asma, e sua deficiência tem sido associada à aterosclerose (inflamação que resulta na formação de placas de gordura, cálcio e outros elementos na parede de artérias, como a do coração e a do cérebro), conforme aponta a nutricionista Bárbara Peters no artigo “O Papel do Leite na Alimentação – Cálcio e Outros Nutrientes”.

ZINCO. É parte integrante de várias enzimas e desempenha diversas funções no organismo, pois atua no reparo do DNA, no crescimento e na replicação das células, no sistema imunológico e na atividade hormonal. “O leite é uma boa fonte de zinco. Sua biodisponibilidade é melhor do que nos alimentos vegetais”, afirma Bárbara.

SELÊNIO. Melhora o sistema imunológico, além de ser um nutriente antioxidante, combatendo os radicais livres e, por consequência, desacelerando o processo de envelhecimento.

Fonte: plataforma Leite Faz Seu Tipo

Notícias sobre a região, Brasil e o mundo em um clique. Receba nossa newsletter