Dica de cardápio para quem vai encarar o Enem

Nutricionista indica o cacau e pó de guaraná como aliados da concentração, além de uma refeição leve para realizar a prova tranquilamente


Se você está entre os mais de 6 milhões de candidatos que estão participando do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) e neste domingo tem a segunda etapa da avaliação para enfrentar, preste a atenção a essas dicas de nutrição. Resumindo coloque na bolsa alimentos energéticos, como o chocolate amargo, nutritivos como as barrinhas de cereais, além claro de uma garrafinha de água. Na hora do almoço converse em casa para acertar um cardápio leve e balanceado.

Essas são as orientações da nutricionista Clarissa Fujiwara, mestre em Ciências pela USP (Universidade de São Paulo), válidas também para a maratona de vestibulares que os estudantes têm pela frente neste fim de ano. “Alimentos estimulantes, como é o caso do cacau e do pó de guaraná, podem acionar áreas do cérebro relacionadas à concentração. Porém, é necessário que o vestibulando não coma alimentos fora de sua rotina ou que possuam propriedades que provoquem desconforto estomacal”, adverte a especialista em nutrição.

Clarrisa cita que a alimentação exerce influência em todas as atividades cotidianas, e fica ainda mais fundamental para quem vai participar do Enem neste domingo. Ela explica que o cérebro é responsável pelo consumo de um terço da energia do corpo, e as horas de concentração durante o vestibular ou no Enem podem levar a quedas nos níveis de açúcar no sangue prejudicando o desempenho do vestibulando. A hipoglicemia interfere na capacidade de concentração do cérebro, que é exaustivamente exigido para responder as questões da prova. “Por isso, é importante ter uma programação em relação a alimentação para essas provas”, reforça a nutricionista.

Cardápio no dia da prova

Foto: Fotolia
Uma vitamina é uma ótima opção de café da manhã no dia da prova

Café da manhã

1 – Pó de guaraná: prepare uma vitamina com um copo de leite batido com uma fruta como banana, frutas vermelhas ou polpa de açaí, adoçando com mel e misturando com meia colher (chá) do pó de guaraná. “O guaraná possui compostos bioativos estimulantes do sistema nervoso central, e essa fruta tem sido associada a uma maior ativação de áreas do cérebro relacionadas à concentração”, explica a nutricionista Clarissa Fujiwara.

2 – Leite, pão integral, queijo branco e geleia: “O importante é balancear carboidratos integrais e proteínas”, incentiva Clarissa.

3 – Iogurte com frutas e cereais: “Se a pessoa não tem o hábito de tomar o café da manhã, é aconselhável consumir uma pequena porção para quebrar o jejum noturno, como uma fruta”, orienta a especialista em nutrição.

Foto: Fotolia
Filé de frango grelhado reforça o almoço

Almoço

1 – Arroz ou macarrão acompanhado de alguma proteína como filé de frango grelhado ou carne sem gordura: “É importante garantir uma refeição com diversos grupos alimentares como um carboidrato integral. Para complementar, vegetais também podem compor o prato”, orienta a nutricionista.

2 – Sanduiche integral: separe os seguintes ingredientes: pão integral, queijo branco, frango desfiado ou atum light e cenoura ralada ou alface.

Dica. Molhos mais gordurosos à base de cremes e as frituras não são recomendados, pois deixam a digestão mais lenta e difícil; além disso podem causar desconforto intestinal durante o exame.

Foto: Fotolia
Barras de cereais são boas opções para levar na bolsa

Durante a prova

1 – Kit lanche: os ingredientes devem garantir hidratação e reposição de energia. Então coloque na bolsa: uma garrafa de água, água de coco, isotônico ou suco integral, além de alimentos fáceis de carregar como fruta ou barrinha de cereal de frutas ou ainda castanhas.

2 – Chocolate: levando em conta que o cacau, assim como o guaraná, possui substâncias que estimulam o sistema nervoso central, essa também pode ser uma boa opção. Mas atenção: prefira o chocolate amargo ou meio amargo. “Quanto mais amargo, maior quantidade de cacau”, diz a especialista em nutrição. Além do chocolate (pequeno), leve também uma barra de cereais ou biscoitos integrais, e um líquido (ver opções acima) para não sentir sede durante a prova.

Dica. Lembre-se que as frutas são ricas em fibras e, portanto, são boas opções para manter a fome sob controle.

 

Notícias sobre a região, Brasil e o mundo em um clique. Receba nossa newsletter