Alimentos amigos de quem passou dos 40 anos

Algumas mudanças devem ser feitas no cardápio para garantir saúde e vitalidade; confira essas dicas de especialista


Se é verdade a máxima que diz que “a vida começa aos 40”, então é melhor se preparar para envelhecer com saúde e vitalidade. Uma das principais mudanças a serem feitas é na alimentação. É necessário adequar o cardápio para atender às novas necessidades do organismo. Especialistas na Nova Nutrii explicam que “nutrientes adequados ajudam a driblar os incômodos causados pelas mudanças fisiológicas naturais dessa etapa”. Eles afirmam que é preciso ter cuidados redobrados com a saúde, principalmente porque o corpo começa a dar os primeiros sinais do tempo.

“A pele já não apresenta a mesma elasticidade, manter o peso é mais difícil e não é raro o sentimento de esgotamento diante das várias obrigações do dia a dia. Felizmente, essas mudanças não acontecem com a simples ‘virada no relógio da vida’ e podem ser atenuadas por meio de mudanças no estilo de vida, principalmente na dieta”. De acordo com a nutricionista Joanna Carolo, é possível retardar o ponteiro do relógio com bons hábitos alimentares “Repor os nutrientes em baixa pode atenuar alguns incômodos comuns dessa fase, além de fortalecer a saúde e manter a energia em alta, o que é tão importante para quem geralmente enfrenta uma rotina intensa”.

Ao chegar aos 40 anos, a produção de colágeno já é 10% menor e tende a declinar ainda mais nos anos seguintes, o que não prejudica somente a pele, mas também o tônus muscular, resultando em maior flacidez. O metabolismo e a produção hormonal também diminuem, gerando alterações de humor, irritabilidade e maior dificuldade de controlar o peso.

Foto: Fotolia
carne vermelha

VITAMINA B12: essencial para o bom funcionamento do sistema nervoso, esse nutriente participa da formação das células vermelhas do sangue, ajudando a prevenir um tipo de anemia conhecida como megaloblástica. Também é fundamental para a regeneração dos músculos e, até mesmo, preservação do DNA.
ONDE ENCONTRAR. proteínas animais (carne vermelha, branca e ovos).

Foto: Fotolia
arroz integral

MAGNÉSIO: esse mineral ajuda a afastar problemas como hipertensão, espasmos musculares e, até mesmo, doenças do coração. O nutriente desempenha, entre outras funções, a regulação da pressão arterial, do ritmo cardíaco e das contrações musculares.
ONDE ENCONTRAR. vegetais de coloração verde escura como o espinafre, acelga e salsa; arroz integral, aveia, sementes de gergelim e cacau.

Foto: Fotolia
cenoura

VITAMINA A: nutriente que ajuda a prevenir problemas de visão porque protege a córnea, além de ajudar a retina a se ajustar a ambientes com menor incidência de luz. Atua também no fortalecimento do sistema imunológico, garantindo pele e cabelos mais bonitos.
ONDE ENCONTRAR. cenoura, abóbora, bife de fígado e gema do ovo.

Foto: Fotolia
salmão

ÔMEGA 3: ajuda a manter as taxas de colesterol equilibradas, pois possui ação antioxidante e também o risco de doenças cardíacas. Além disso, o ácido graxo colabora para a função cognitiva, preservando a memória.
ONDE ENCONTRAR. salmão, atum, azeite de oliva e óleo de peixe.

Foto: Fotolia
batata doce

ENERGIA: dê preferência aos carboidratos de baixo índice glicêmico, pois além de propiciarem uma energia prolongada, não causam picos de açúcar no sangue, porque têm a digestão mais lenta. São ricos em fibras, melhoram o funcionamento do intestino e conferem sensação de saciedade por mais tempo. Inclua uma porção (1 fruta, 2 colheres (sopa) de arroz ou 4 colheres (sopa) para todos os outros alimentos) na dieta do dia a dia.
ONDE ENCONTRAR. cenoura crua, brócolis, pepino, berinjela, espinafre, alface, tomate, repolho, lentilhas, ravióli integral, leite integral e abobrinha, além de batata-doce, pão integral, ervilha fresca, maçã, aveia e amendoim.

Fonte: Joanna Carolo, nutricionista_Nova Nutri

Notícias sobre a região, Brasil e o mundo em um clique. Receba nossa newsletter