Série especial da Hilux sai em 2018

Versão de luxo da picape Hillux chega para substituir a antiga versão SR diesel


Apesar da retração dos últimos quatro anos no mercado automotivo brasileiro, o segmento de picapes é um dos que mais cresceu na última década – só perdeu em expansão para os utilitários esportivos. Os veículos com caçamba que brigam pela liderança de vendas se esforçam para se aprimorar – e cada um faz o que pode para tentar descobrir o que o consumidor brasileiro espera de uma picape. É o caso da Hilux.

Em sua linha 2018, o modelo da Toyota introduziu uma nova série especial, a SR Challenge, que substitui a antiga SR diesel. Embora o conjunto mecânico permaneça exatamente o mesmo, a marca japonesa investiu em detalhes estéticos para dar um apelo mais esportivo à nova versão intermediária com motor diesel. A Hilux SR Challenge 4×4 A/T diesel Cabine Dupla chega às concessionárias em todo o Brasil com preços a partir de R$ 161.990. Produzida na Argentina, a picape Hilux oferece no mercado brasileiro 11 versões, sendo quatro com motor flex e sete movidas a diesel.

Estética no pacote Baseada na versão SR diesel, a SR Challenge ganhou um pacote estético que busca explicitar a esportividade e transmitir uma maior percepção de robustez – dois atributos que costumam sensibilizar o público do segmento. Para atingir esse objetivo, a picape dispensa sutilezas e incorpora rodas de liga leve de 17” na cor preta, protetor de para-choques, faróis dianteiros com máscara negra, lanternas traseiras escurecidas, adesivos na lateral e traseira da caçamba com logo Hilux Challenge, adesivos nas portas com logomarca Toyota e santantônio com a marca Hilux Challenge. Grade do radiador, maçanetas e estribo lateral tubular também são pretos, o que ajuda a dar um ar ainda mais agressivo ao design externo. Na medida para ressaltar o “charme off-road” que instiga a maioria dos consumidores de picapes – embora boa parte delas, na prática, acabe sendo usada quase que exclusivamente no asfalto.

Interno
Por dentro, o padrão ostensivamente esportivo é mantido. Chamam a atenção o banco com costuras vermelhas, os tapetes com a inscrição Hilux Challenge e, principalmente, um longo friso metálico horizontal vermelho que cruza o painel de instrumentos de ponta a ponta.

O motor diesel da série especial permanece o mesmo 2.8 litros de quatro cilindros em linha com 16 válvulas, DOHC com corrente de distribuição, introduzido na mais recente geração da Hilux, apresentada em 2015. Tem turbocompressor de geometria variável (TGV), intercooler e sistema de injeção eletrônica direta common rail. Segundo a Toyota, o trem de força da SR Challenge entrega 177 cv de potência a 3.400 rpm, e 45,9 kgfm de torque, entre 1.600 e 2.400 rpm.

 

Notícias sobre a região, Brasil e o mundo em um clique. Receba nossa newsletter