Veja dicas para pular o carnaval sem descuidar da saúde

Um dos vilões é a bebida alcoólica que tem muita caloria vazia e desidrata


Para quem vai curtir os quatro dias de folia, é preciso prestar atenção aos alimentos e bebidas consumidas para que a festa não torne uma dor de cabeça. Entre as principais indicações dos especialistas estão o consumo de muita água e de poucos alimentos pesados. “A água deve ser a bebida mais pedida no Carnaval. Aproveite também sucos, chás gelados, água de coco e smoothies para deixar o corpo sempre hidratado”, explica a nutricionista Vanessa Caluete.

De acordo com a especialista, para calcular a ingestão ideal, pode-se seguir como base 35 ml por cada kg. Assim, um adulto com 70kg deve ingerir uma média de 2,5 ml durante todo o dia, por exemplo. A água auxilia na estabilidade do organismo, diminui inchaços e mantém a temperatura corporal.

Foto: Susan Ritschel
Fique alerta aos cuidados durante o carnaval, na folia e fora dela

A nutricionista também destaca os malefícios e perigos do consumo da bebida alcoólica em excesso. “Este tipo de bebida não tem quase nenhum valor nutricional, só calorias vazias. Para ter uma noção, cada grama de álcool fornece 7 calorias. Este índice só perde para gordura, que fornece 9 calorias/grama”, aponta Vanessa.

O álcool, ainda, deixa o corpo desidratado por um ou mais dias, atrapalha a capacidade do organismo absorver nutrientes, eleva os níveis de cortisol (hormônio do estresse), diminui os níveis de testosterona, atrapalhando o processo de ganho de massa muscular, e ainda podem causar deficiência de B1, B2, B6, B12 e C, vitaminas essenciais para quem busca melhora no rendimento esportivo, alerta.

 

Cuidados à mesa

Na hora de matar a fome, também é preciso atenção com o que vai ao prato. Vanessa aponta que é interessante fugir de certos alimentos durante a folia, como frituras, gorduras, carnes à milanesa, molhos a base de maionese, temperos industrializados e alimentos com excesso de sal. “Melhor é consumir frutas e vegetais crus, temperos naturais e alimentos que não sejam industrializados”.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!