Desconhecida, dor no cóccix tem diversas origens

Podem surgir a partir de atitudes comuns do dia a dia, como ficar sentado num banco duro por um longo período


É muito comum nos consultórios o médico ouvir do paciente queixas de dor no cóccix, palavra que vem do termo grego para “cuco” e foi nomeada assim porque se parece muito com o bico de um pássaro. O cóccix é um osso multisegmentado, que fica localizado na parte inferior da espinha, logo acima das nádegas. É relativamente pequeno, mas desempenha papéis importantes para ajudar a manter a estabilidade do corpo no movimento de sentar ou agachar. Muitos tendões, músculos e ligamentos executam movimentos através dessa área do cóccix.

As causas da dor nesse osso são variadas mas podem surgir a partir de atitudes comuns do dia a dia, como ficar sentado num banco duro ou outra superfície desconfortável por um longo período de tempo. Quedas e outros traumas podem trincar, deslocar ou provocar a ruptura do cóccix.

Foto: Divulgação
Dor no cóccix pode ter diversos motivos

A dor também pode ter origem na sensibilização da inervação (gânglio ímpar), por movimentos repetitivos ou pelo desgaste geral em consequência do envelhecimento. Nas mulheres grávidas, durante o último trimestre da gestação, os ligamentos conectados e em torno do cóccix naturalmente podem se soltar para abrir espaço para o bebê e causar a dor, por isso, de acordo com o Serviço Nacional de Saúde, as mulheres são cerca de cinco vezes mais propensas a experimentar a dor no cóccix do que os homens.

“Também é mais propenso a ter problemas no cóccix a pessoa que está acima do peso. O problema é que se você perder peso rapidamente, vai perder também o preenchimento que protege o cóccix o que deixa a região mais vulnerável à dor. Em casos mais raros, a dor no cóccix pode ocorrer até mesmo por causa de uma infecção ou tumor”, acrescenta Scaff.

O tratamento da dor no cóccix começa com fisioterapia e é recomendado ao paciente uma mudança imediata de hábitos, como o de sentar em superfícies duras. A evolução do quadro sugere o uso de medicamentos e até mesmo procedimentos de bloqueio da dor ou uso da radiofrequência. A cirurgia de retirada do cóccix está cada vez mais em desuso, salvo em situações especiais de deslocamentos severos.

“Dores no cóccix são frequentes e desconhecidas pela população. Por isso, a orientação do tratamento correto, principalmente para evitar a cirurgia, se torna necessária. É essencial que sejam estudadas todas as opções de tratamento antes de se optar pelo procedimento cirúrgico”, atesta o especialista que é um dos mais renomados em medicina da dor no País.

Fonte: adrianoscaff.com.br

Notícias sobre a região, Brasil e o mundo em um clique. Receba nossa newsletter