Óleo de girassol e de peixe pode danificar o fígado

A NASH, que causa inflamação do fígado que não é causada pelo abuso de álcool, é uma condição muito grave e pode atuar como um catalisador


Foto: Natesh Ramasamy on VisualHunt - CC BY-NC
Ingestão em longo prazo de óleos de girassol ou de peixe danifica o fígado

Um grupo internacional de cientistas liderado pela Universidade de Granada (UGR) demonstrou que a ingestão em longo prazo de óleos de girassol ou de peixe danifica o fígado e pode causar uma série de alterações, dando origem a esteatohepatites não alcoólicas (NASH). A NASH, que causa inflamação do fígado que não é causada pelo abuso de álcool, é uma condição muito grave e pode atuar como um catalisador para o aparecimento de outras doenças, como cirrose e câncer de fígado. A sua prevalência na população em geral aumenta com a idade: afeta 1% a 3% das crianças, 5% dos adolescentes, 18% das pessoas com idade entre 20 e 40, 39% das pessoas com idade entre 40 e 50 e mais de 40% dos mais de 70 anos.

O estudo demonstra que a gordura se acumula no fígado com a idade, mas a descoberta mais marcante é que o tipo de gordura acumulada varia de acordo com os óleos consumidos, o que significa que, independentemente desse acúmulo, alguns fígados envelhecem de maneira mais saudável do que outros e com uma maior ou menor predisposição a certas doenças. Foram estudadas três gorduras dietéticas (óleo de oliva virgem, óleo de girassol e óleos de peixe) e o óleo de oliva virgem mostrou ser o melhor dos três para preservar o fígado ao longo da vida.

A pesquisa também revelou que o óleo de girassol induziu fibrose, alterações ultraestruturais, bloqueios de expressão gênica e alta oxidação. Entretanto, o óleo de peixe intensificou a oxidação associada ao envelhecimento, diminuiu a atividade da cadeia de transporte de elétrons mitocondrial e alterou o comprimento relativo dos telômeros. Telômeros são as extremidades dos cromossomos, cujo encurtamento pode causar o envelhecimento celular e o alongamento do qual pode causar câncer.

 

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!