Confira cinco curiosidades sobre o pilates

Você sabia que a atividade foi inventada para ajudar soldados feridos na 1ª Guerra Mundial e trabalha músculos do corpo todo?


Corpo, mente e espírito. A integração desses três elementos é a base do pilates, atividade física que ajuda a reorganizar a postura e a trazer consciência corporal. “O pilates alinha o corpo, fortalece a musculatura abdominal, aumenta a resistência e a flexibilidade e reduz dores e tensões musculares”, conta a fisioterapeuta Ana Carolina Dutra R. Pinto, da Clínica Vitalitè.

Com a ajuda da especialista, reunimos cinco curiosidades dessa prática secular, que hoje ganha mais e mais adeptos. Confira:

1. O Pilates nem sempre teve esse nome
O Pilates nem sempre teve o nome de seu criador, Joseph Pilates. O nome original do método era Contrologia, pois a ideia era que as pessoas ganhassem um maior controle sobre o corpo, a mente e os músculos. Seu criador acreditava que a melhora da saúde física dependia de alguns fatores: a fluidez e o controle dos movimentos, a atenção à respiração, o fortalecimento do core e a precisão dos exercícios. E claro, concentração. Sem ela, Pilates pregava, não adianta nada você se exercitar.

2. O Pilates foi inventado para ajudar soldados feridos na 1ª Guerra Mundial
Joseph Pilates era alemão, mas vivia na Inglaterra quando a 1ª Grande Guerra teve início, em 1914. Atuando como enfermeiro, ele trabalhou para ajudar soldados feridos e debilitados. Ele aplicou a metodologia que havia criado para si próprio e que focava no fortalecimento e na tonificação dos músculos.

Muitos dos aparelhos criados mais tarde, começaram a nascer ali, pois ele iniciou a prática adaptando cadeiras de rodas, mesas, estrados e camas para que as pessoas conseguissem se exercitar. As muitas molas hoje vistas em seus aparelhos inicialmente eram as que haviam sido retiradas das camas e dos beliches.

Foto: Arquivo / O Liberal
O pilates trabalha fortemente o assoalho pélvico

3. Todo movimento trabalha o corpo todo
Ok, o pilates não é um exercício de alta intensidade, mas nem por isso é menos eficaz. Cada um dos movimentos foi pensado para recrutar diversos grupamentos musculares, de forma a trabalhar o corpo de uma maneira global. É preciso, inclusive, força para completar uma aula de Pilates.

4. Uma hora de Pilates queima calorias o dia todo
O segredo é justamente o fato de que todos os exercícios recrutam diferentes grupos musculares. Quanto mais grupamentos são recrutados, maior o gasto calórico após a atividade física. Por quê? Porque o corpo tem um gasto extra de energia para reparar a musculatura.

5. Fortalece o assoalho pélvico
O assoalho pélvico é uma camada de musculatura que ajuda a manter bexiga, próstata (nos homens), útero (nas mulheres) e reto no lugar. Quem tem o assoalho pélvico enfraquecido, mais cedo ou mais tarde vai sofrer de incontinência urinária e de diminuição do prazer sexual. Durante o orgasmo, essa musculatura se contrai involuntariamente. Quanto mais fortalecida ela estiver, mais intenso será o orgasmo.

Problemas no assoalho pélvico acometem homens e mulheres, mas são mais comuns em mulheres, por questões hormonais, costumando piorar após a menopausa. O pilates trabalha fortemente o assoalho pélvico, ainda que você não se dê conta disso.

Notícias sobre a região, Brasil e o mundo em um clique. Receba nossa newsletter