10 momentos chocantes de ‘Game of Thrones’

Quem acompanha a série sabe que aconteceram bem mais de 10 momentos chocantes, mas aqui separamos os que mais impactaram


Com a esperada estreia da sétima temporada de Game of Thrones acontecendo neste próximo domingo, 16, às 22h na HBO, é hora de relembrar dez dos momentos mais chocantes da série até agora. No ar desde 2011, a trama esteve sempre lado a lado do Twitter, o que torna o exercício de recordar os momentos ainda mais interessante, uma vez que pudemos ‘assistir’ às reações dos fãs em tempo real.

Quem acompanha a série sabe que aconteceram bem mais de 10 momentos chocantes, mas aqui separamos os que mais impactaram a audiência e deram o que falar na internet. Confira:

Execução de Ned Stark
Ainda considerado por muitos o momento mais chocante da história até agora, a morte de lord Eddard “Ned” Stark, um dos personagens principais, no nono episódio da primeira temporada, colocou todos os fãs em alerta – pelo menos aqueles que nunca haviam lido os livros: ninguém está seguro. Considerado traidor pelo rei Joffrey, Eddard pagou com sua cabeça às tentativas de provar que o monarca era filho bastardo de Robert Baratheon.

via GIPHY

O Casamento Vermelho
Um momento esperado por quem leu os livros, o chamado Casamento Vermelho aconteceu no tenso nono episódio da terceira temporada e chocou pela violência da cena e como foi fiel aos manuscritos originais. Na comemoração do casamento de uma de suas filhas, Walder Frey se alia aos Lannister e aos Bolton para matar os Stark e os tirar do poder de Winterfell como punição pela quebra da promessa de casamento entre Robb Stark e uma de suas outras filhas.

via GIPHY

O Casamento Roxo
Mais do que choque, o Casamento Roxo causou êxtase na internet por conta da morte de rei Joffrey, envenenado na sua própria festa de casamento durante o segundo episódio da quarta temporada. Desde o início da série, Joffrey provocou a ira de quem assistia à trama por conta do seu sadismo com personagens adorados, como Sansa e Tyrion. Por essa razão, a reação ‘positiva’ à sua morte já era esperada. O roxo no nome do evento se dá por conta da cor que o odiado personagem ficou após a asfixia que se seguiu ao envenenamento.

via GIPHY

Jaime Lannister estupra Cersei
Talvez a cena mais controversa da série aconteceu no terceiro episódio da quarta temporada: Jaime Lannister estuprou sua irmã, Cersei, no funeral de Joffrey. A cena não é controversa por conta da relação incestuosa dos personagens (já que todos os filhos de Cersei são frutos de seu envolvimento com Jaime), mas sim porque os roteiristas mudaram o sentido da cena que acontece no livro. Enquanto lá a relação foi consensual, na TV a cena foi escrita de forma que dá a entender que Cersei não queria se envolver naquele momento. Deu o que falar!

via GIPHY

Oberyn Martell X Gregor Clegane
Quando Oberyn Martell decidiu representar Tyrion Lannister no julgamento por combate sobre a morte de Joffrey para enfrentar Gregor Clegane, a Montanha, todos sabíamos que ele provavelmente morreria. Só não imaginávamos que seria de uma forma tão brutal. A cena de Clegane esmagando a cabeça de Oberyn com as próprias mãos, que aconteceu no oitavo episódio da quarta temporada, é uma das mais impactantes da série inteira, e chocou os fãs quando foi ao ar.

via GIPHY

O Rei da Noite aparece
Os Caminhantes Brancos foram um rodapé na história de Game of Thrones por grande parte da série, um detalhe no meio de tanto sangue e traição que acontecia nos Sete Reinos. A situação mudou no oitavo episódio da quinta temporada, quando o líder dos seres místicos, o Rei da Noite, aparece e destrói o povoado de Hardhome com sua horda de mortos-vivos. A partir daí, a ameaça dos Caminhantes se tornou real e mais uma peça no tabuleiro.

via GIPHY

Shireen é sacrificada
Stannis Baratheon era um dos personagens preferidos dos fãs de Game of Thrones por conta da sua atitude direta e por ser o verdadeiro herdeiro ao Trono de Ferro, já que os Joffrey e Tommen eram filhos bastardos do antigo rei Robert. Isso tudo mudou no nono episódio da quinta temporada, quando ele fez um ‘acordo com o diabo’: sacrificou sua filha na fogueira em troca de uma vitória sobre Ramsay Bolton em Winterfell. Não deu certo: perdeu a filha, a dignidade, a batalha e a vida.

via GIPHY

Hold the door
Por anos, os fãs de Game of Thrones ficaram se perguntando a razão do simpático Hodor só falar ‘hodor’. Poucos esperavam que fosse por uma razão tão chocante. Quando Hodor, Bran e Meera estavam fugindo dos Caminhantes Brancos, no quinto episódio da sexta temporada, a ordem para Hodor segurar a porta (hold the door) enquanto Brian e Meera fugiam reverberou no passado por conta dos poderes psíquicos do caçula Stark e fez com que o jovem Hodor entrasse em convulsão, repetindo a ordem incessantemente. O hold the door foi decaindo até virar ‘hodor’.

via GIPHY

Cersei explode o Grande Septo de Baelor
Nas últimas duas temporadas, Cersei teve grandes dificuldades: perdeu seu filho Joffrey, sua influência na corte diminuiu de forma enorme e foi humilhada publicamente pelo Alto Pardal e sua seita religiosa. Tudo mudou no último episódio da sexta temporada, quando, de forma espetacular, ela implode o Grande Septo de Baelor com seus principais rivais dentro. A atitude levou ao suicídio do rei Tommen, seu filho mais novo, mas, no entanto, a levou ao Trono de Ferro, seu grande objetivo desde o início.

R+L=J
Quem assistiu a Game of Thrones com certeza ouviu em algum momento a teoria de que Jon Snow, filho bastardo de Ned Stark com uma fazendeira, na verdade era filho da irmã de Ned, Lyanna, com Rhaegar Targaryen, o que faria com que Jon fosse o herdeiro legítimo do Trono de Ferro, e não Stannis, Daenerys ou qualquer outro personagem que clama o título. A teoria foi basicamente confirmada no fim do episódio final da sexta temporada, o que levou os fãs à loucura no Twitter.

Notícias sobre a região, Brasil e o mundo em um clique. Receba nossa newsletter