29/05/2013 23:33

/ Última Atualização 31/05/2013 09:35

Juliana Ferreira

Campanha arrecada fraldas e roupas

Avó vai cuidar das meninas que nasceram dez dias antes da morte da mãe, além de outros netos de 9 e 4 anos

Portal liberal.com.br

Solange Scomparim com uma das netas que ainda continuam internadas para ganhar peso

Divulgação

A morte da gestante Nayara Scomparim, de 26 anos, moradora de Americana que foi infectada pelo vírus da gripe H1N1, incentivou os professores da Emei (Escola Municipal de Educação Infantil) Aracati, na Vila Gallo, a organizar uma campanha de arrecadação de fraldas e roupas para as gêmeas que nasceram dez dias antes do falecimento na mãe.

A iniciativa de arrecadar os materiais pretende ajudar a avó das crianças, Solange Scomparim, de 50 anos, já que Nayara deixou também os filhos de 9 e 4 anos. Como as gêmeas continuam internadas no Hospital da Unimed, o colégio decidiu aceitar doações, por enquanto, de fraldas e roupas de recém-nascidos, podendo ser ampliada para leite e produtos de higiene quando a alta da unidade de saúde for confirmada.

De acordo com a coordenadora, Silvia Regina Moretto, as doações serão entregues à família pela própria diretoria. "Nós somos mães e sabemos dos gastos que a avó terá para cuidar dos netos. Começamos a campanha internamente, mas os pais dos estudantes ficaram sabendo, decidiram ajudar e resolvemos expandir para arrecadar mais", explicou. "Vamos centralizar a arrecadação na escola para ajudar a avó".

Aposentada e viúva, Solange vai contar com a ajuda do pai das crianças, que aceitou que as filhas ficassem com a avó. A mãe de Nayara ainda pediu que o Conselho Tutelar de Americana agilizasse uma vaga na creche municipal para o neto de 4 anos. "Tive muitos gastos com o tratamento e enterro da minha filha e qualquer doação ajudará muito. Quero meus netos comigo porque sem eles eu fico sem chão", declarou a avó.

Como o nascimento aconteceu aos sete meses de gestação, as gêmeas continuam internadas na UTI neonatal para garantir o desenvolvimento dos recém-nascidos. "Elas estão internadas para ganhar peso, mas com certeza logo estão em casa", acrescentou a avó. Sepultada no domingo no Cemitério da Saudade, Nayara foi internada com complicações na gestação, mas faleceu com insuficiência renal e respiratória causada pela gripe. Anteontem, a Secretaria de Saúde confirmou que a cidade está com cinco casos confirmados da doença.

O envio de qualquer comentário
é de responsabilidade do usuário.

5 Comentários


teresa

03/06/2013 06:30

também sou avó e sei o quanto os netos nos dão "chão" para continuar a nossa caminhada >que as abençoe e de muita força para essa avó !


Mate Tescaro

31/05/2013 09:14

m.Liberal via Liberal mobile

Olá gostaria de algum contato com D. Solange, pois tenho um berço para doação e gostaria de saber se ela esta precisando. Agradeço o auxilio.


lica

30/05/2013 11:20

pessoal a emei aracati fica ao lado do posto de saúde na av. abdo najar. vamos ajudar!!!!!!


lucy

30/05/2013 10:28

m.Liberal via Liberal mobile

Que vo guerreira dizer que sem os netos se sente no chao e que pai conciente por deixar a mae da mae ajuda lo.Eu tenho trigemeos e sei o quanto tem sido dificil e custoso,mas Jeova Deus prepara as pessoas certas para nos ajudar e quando nao muitos nao nos ajudam ele nos da a forca que precisamos.fique em paz e saude pra esses novos anjinhos.


aleandra

29/05/2013 23:48

que deus conforte seu coração e te de muita força p/ cuidar das crianças, que as crianças tenham saúde, merecem ser feliz !!!!