Cinco dias após título, Nico Rosberg anuncia aposentadoria

Piloto argumentou que não teria a mesma gana de pilotar depois de atingir o sonho da carreira, que era ser campeão da F-1


Cinco dias depois de conquistar o título da temporada 2016 da Fórmula 1, Nico Rosberg surpreendeu o mundo ao anunciar, nesta sexta-feira, sua aposentadoria como piloto. Em comunicado distribuído à imprensa e publicado em sua página no Facebook, o alemão, de 31 anos, argumentou que não teria a mesma gana de pilotar depois de atingir o sonho da carreira, que era ser campeão da F-1.

Foto: Divulgação
Piloto argumentou que não teria a mesma gana de pilotar depois de atingir o sonho da carreira

“Quando ganhei a corrida em Suzuka (Japão), a partir do momento em que o campeonato estava nas minhas mãos, a grande pressão começou e eu comecei a pensar em terminar minha carreira se eu me tornasse campeão. Na manhã de domingo, em Abu Dabi, eu sabia que poderia ser a minha última corrida. Eu queria desfrutar de cada parte da experiência, sabendo que poderia ser a última vez… e então as luzes se apagaram e eu tive as mais intensas 55 voltas da minha vida”, contou Rosberg, campeão depois de ser segundo colocado nos Emirados Árabes Unidos. Hamilton ganhou a prova, mas dependia que o rival ficasse do quarto lugar para baixo.

De acordo com ele, entretanto, a decisão definitiva foi tomada na segunda-feira à noite. “Depois de refletir por um dia, as primeiras pessoas que eu disse foram Vivian (a esposa) e Georg (Nolte, da equipe de gerenciamento de Nico), seguido por Toto (Wolf, diretor técnico da Mercedes)”.

Liberal Motors – BC

Nico explicou que, campeão da Fórmula 1, atingiu seu objetivo de carreira. “Há 25 anos correndo, se tornar campeão mundial da Fórmula tem sido meu sonho, meu objetivo. Através do trabalho duro, de dor, de sacrifícios, este tem sido o meu alvo. E agora eu consegui. Eu subi a minha montanha, eu estou no pico, então isso parece o certo. Minha emoção mais forte agora é de profunda gratidão a todos que me apoiaram para fazer esse sonho acontecer”, começou o piloto em sua carta de despedida.

“Esta temporada, eu lhes digo, foi muito difícil. Segui como louco em todas as áreas depois das decepções dos últimos dois anos, que alimentaram minha motivação para níveis que eu nunca tinha experimentado antes. E claro que isso teve um impacto sobre aqueles que eu amo, também – foi um esforço de sacrifício de toda a família, deixando tudo abaixo do nosso alvo. Não consigo encontrar palavras suficientes para agradecer à minha esposa Vivian: ela tem sido incrível. Ela entendeu que este ano foi era a nossa grande oportunidade e criou o espaço para mim obter uma recuperação completa entre cada corrida, cuidar de nossa filha todas as noites, assumir quando as coisas ficaram difíceis e colocar nosso campeonato em primeiro lugar”, continuou.

“A única coisa que torna esta decisão de alguma forma difícil para mim é que eu estou colocando minha família de corrida em uma situação complicada, mas Toto entendeu. Ele soube imediatamente que eu estava completamente convencido e isso me tranquilizou. Minha realização mais orgulhosa na corrida será sempre ter vencido o campeonato mundial com esta incrível equipe de pessoas, as flechas de prata”, escreveu.

Nico, de fato, deixa a Mercedes em uma situação complicada. Todos os melhores pilotos da categoria já têm equipe para a próxima temporada e a Mercedes contava com ele ao lado de Lewis Hamilton.