Jadson André surfará bateria adiada após corte e temor a tubarões em Jeffreys Bay

A segunda fase da etapa de Jeffreys Bay do Circuito Mundial de Surfe era para ter acontecido neste domingo, mas,…


A segunda fase da etapa de Jeffreys Bay do Circuito Mundial de Surfe era para ter acontecido neste domingo, mas, devido às más condições das ondas, apenas duas baterias foram realizadas na África do Sul.

O australiano Matt Wilkinson, atual líder do campeonato, e o sul-africano Jordy Smith, que ocupa a terceira colocação, venceram e seguem na disputa fase a fase. Wilkinson passou pelo local Michael February ao somar 13.10 contra 11.67 do adversário. Smith passou pelo compatriota Dale Staples com uma média menor: 10.67 a 10.27.

Seis brasileiros também disputarão a segunda fase. Destaque para Jadson André, que está escalado para a quarta bateria contra o norte-americano Kolohe Andino. Jadson levou um susto ao sofrer um corte na cabeça causado pela quilha da sua prancha.

Como em Jeffreys Bay há tubarões, o brasileiro remou assustado para a areia. O corte, no entanto, não será problema para a próxima disputa. Além dele, outro brasileiro que deve estar na água nesta segunda-feira é Miguel Pupo, que entra duas baterias depois com o australiano Connor O´Leary.

Filipe Toledo está na oitava bateria do dia contra o norte-americano Kanoa Igarashi. Caio Ibelli foi sorteado para a nona com o australiano Stuart Kennedy e Wiggolly Dantas na 11ª com o havaiano Ezekiel Lau.

A segunda fase terminará com um duelo luso-brasileiro: o português Frederico Morais e Ian Gouveia, que está na porta de entrada da zona de classificação, em 23º lugar na classificação – os 22 melhores garantem vaga na próxima temporada.