Conselho Municipal de Los Angeles aprova realização dos Jogos Olímpicos de 2028

Los Angeles deu mais um importante passo para sediar os Jogos Olímpicos de 2028. Com um acordo já oficializado com…


Los Angeles deu mais um importante passo para sediar os Jogos Olímpicos de 2028. Com um acordo já oficializado com o Comitê Olímpico Internacional (COI), a cidade recebeu nesta sexta-feira o aval do Conselho Municipal para receber a competição.

A aprovação foi de maneira unânime, ainda que os futuros custos causem algumas dúvidas. O contrato reforça que Los Angeles arcará com a responsabilidade financeira do projeto olímpico avaliado em US$ 5,3 bilhões (cerca de R$ 16,7 bilhões), embora o COI prometa doar parte dessa verba.

“Esta oportunidade é muito boa, não podemos deixar passá-la”, afirmou Herb Wesson, presidente do conselho, antes de proferir seu voto. “Quem sabe o que o futuro guarda, mas eu tenho fé em vocês e no comitê para que, se algo aparecer no meio do caminho, faremos os ajustes necessários para fazer a melhor Olimpíada da história.”

Apesar da votação tranquila, aprovada por 12 votos a 0, dezenas de manifestantes estiveram nas ruas protestando nesta sexta-feira contra a realização dos Jogos em Los Angeles.

Analistas da cidade, porém, embora tenham apontado que o projeto permaneça incompleto, argumentam que há contrapartidas importantes para o dinheiro do contribuinte. A utilização de estádios e arenas que já existem na região também é enaltecida como fator favorável.

No dia 11 de julho, o COI anunciara que Los Angeles e Paris seriam as sedes dos Jogos de 2024 e 2028, embora não houvesse definido a ordem. Por fim, a cidade norte-americana foi confirmada para a Olimpíada de 2028.

O COI também informou que contribuirá com US$ 1,8 bilhão para a organização da competição, além de aumentar a participação em programas que incentivem a participação dos jovens de Los Angeles em iniciativas esportivas.

Essa será a terceira vez que Los Angeles receberá uma Olimpíada – sediou também em 1932 e 1984 – e sua confirmação ocorreu somente após uma série de desistências. Devido aos altos custos envolvidos, candidaturas como Boston, Roma, Hamburgo e Budapeste declinaram do processo.

Notícias sobre a região, Brasil e o mundo em um clique. Receba nossa newsletter