COB adia Prêmio Brasil Olímpico deste ano para março de 2017

No ano em que o Rio de Janeiro sediou os Jogos Olímpicos, a mais tradicional premiação do esporte brasileiro não…


No ano em que o Rio de Janeiro sediou os Jogos Olímpicos, a mais tradicional premiação do esporte brasileiro não será realizada. Alegando incertezas em relação ao funcionamento do Theatro Municipal, que sediaria o evento, o Comitê Olímpico do Brasil (COB) decidiu adiar o Prêmio Brasil Olímpico para março do ano que vem.

A premiação ocorre tradicionalmente em dezembro, e estava prevista para ser realizada no próximo dia 16. Nos últimos dias, porém, o comitê decidiu transferir a cerimônia. “O COB optou por adiar o Prêmio Brasil Olímpico para março de 2017 em função da possibilidade de greve no Theatro Municipal”, informou o COB ao Estado de S. Paulo.

O Theatro Municipal do Rio conta com recursos do governo do Estado, que passa por grave crise financeira e, em função disso, tem atrasado o repasse de recursos. Os funcionários da casa estão com os salários atrasados, e parte do corpo artístico está em greve.

A assessoria de comunicação do Theatro Municipal informou que a decisão de transferir o Prêmio Brasil Olímpico foi tomada exclusivamente pelo COB. Alguns eventos no teatro foram cancelados nos últimos dias em função da greve de funcionários, mas a casa segue sediando apresentações – um concerto está previsto para acontecer nesta terça.

Apesar de o Theatro Municipal ser o local costumeiro de premiação para os atletas olímpicos, no ano passado o Prêmio Brasil Olímpico foi realizado em um teatro privado, na Barra da Tijuca. Questionado sobre a possibilidade de a premiação não ser realizada novamente em outro lugar, o comitê olímpico rechaçou a possibilidade. “O COB faz questão que a cerimônia seja realizada no teatro, ícone da cultura da cidade do Rio de Janeiro.”