Bach se diz disposto a discutir mudanças para reduzir custos da Olimpíada de 2020

O presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, expressou nesta terça-feira a sua disposição de trabalhar com as autoridades…


O presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, expressou nesta terça-feira a sua disposição de trabalhar com as autoridades de Tóquio para tentar reduzir as crescentes estimativas de custos da organização dos Jogos Olímpicos de 2020.

Bach chegou ao Japão em meio à crescente tensão entre organizadores da próxima edição dos Jogos Olímpicos e a recém-eleita governadora de Tóquio, Yuriko Koike, com seus esforços para corta custos. Ele se recusou a discutir propostas específicas, dizendo que só as conhecia através dos relatos da imprensa.

“O governo metropolitano de Tóquio concluirá o seu estudo interno, em seguida, vamos discutir isso com as outras partes interessadas e então estou confiante de que veremos uma redução significativa nos custos em comparação com o que temos visto através da imprensa”, disse Bach aos repórteres após reunião com Koike.

Depois da sua eleição, no final de julho, Koike reuniu uma comissão de especialistas independentes para avaliar as instalações olímpicas e os seus custos. Sua proposta mais chamativa foi sugerir a mudança da sede do remo e da canoagem para o norte do Japão, depois que o custo estimado para a instalação prevista aumentou em sete vezes.

O comitê organizador local em Tóquio se opôs à possível mudança. A entidade disse que a instalação existente que Koike propõe ser utilizada em Miyagi sofre com problemas de infraestrutura, acomodações para os espectadores e vai ser inconveniente para os atletas.

Já as sedes do basquete, do tae kwon do e do ciclismo foram movidas para fora de Tóquio com a intenção de reduzir os custos através da utilização de instalações já existentes. O ciclismo foi levado para Izu, a cerca de 145 quilômetros a sudoeste da capital do Japão.

Liberal Motors – BC
Revista L – BC.1

Tóquio ganhou o direito de sediar os Jogos em 2013, prometendo um evento compacto, com 28 dos 31 locais de competições dentro de um raio de oito quilômetros da Vila Olímpica. Originalmente, só tiro, pentatlo moderno e uma sede do futebol estariam fora desse raio.