Zé Ricardo celebra fim do jejum contra o Vasco e já prevê ‘pedreira’ contra o Flu

Tentando evitar a empolgação, o técnico Zé Ricardo celebrou o fim do jejum de vitórias do Flamengo sobre o Vasco…


Tentando evitar a empolgação, o técnico Zé Ricardo celebrou o fim do jejum de vitórias do Flamengo sobre o Vasco na noite de sábado e pregou cautela ao time rubro-negro, que agora tem duas missões complicadas pela frente: a final da Taça Guanabara e a estreia na Copa Libertadores.

Para o treinador, a vitória por 1 a 0, além da classificação, valeu pelo fim da série de nove jogos sem vencer o rival Vasco. “O simbolismo da partida era muito grande. Sabíamos da ansiedade das partes”, afirmou o treinador, ao fim da partida disputada em Volta Redonda.

“Conseguimos controlar bem a partida, principalmente no segundo tempo, e tivemos possibilidade de definir. Criamos muitas oportunidades e não aproveitamos, mas os jogadores estavam bem concentrados e controlamos as ações. A felicidade vem pela vitória e também pelo merecimento que, ao meu modo de ver, aconteceu”, declarou.

Liberal Motors – BC

Zé Ricardo também exaltou a confiança que o grupo conquista com o triunfo no clássico. “É uma vitória que dá confiança para todos nós. Flamengo vem de uma sequência de bons jogos e boas atuações. Estamos dando passos firmes na direção de uma boa temporada. Foi mais um jogo sem sofrer gols, o que é muito importante.”

A confiança renovada será importante para o próximo jogo, a final da Taça Guanabara, contra o Fluminense, que eliminou o Madureira na outra semifinal, também no sábado. “Vai ser outra grande pedreira, já que eles não sofreram gols ainda. Temos uma semana inteira para trabalhar, espero que a gente consiga fazer isso intensamente e com inteligência. Vamos estudar bastante o Fluminense para fazermos uma grande final.”

Depois de decidir o título contra o Flu, o Flamengo fará sua estreia na Libertadores. O adversário será o argentino San Lorenzo, no dia 8 de março. E Zé Ricardo já avisou que não deverá poupar jogadores na final pensando na competição continental. “A princípio, não. Se tivermos compromisso no meio de semana, teria de fazer uma avaliação diferente. A gente vai colocar em campo atletas que iniciaram hoje”, avisou.