Torcida do Atlético Nacional combina vigília em homenagem à Chapecoense

Seria uma forma de prestar tributo ao elenco da Chapecoense, vítima de uma tragédia na madrugada desta terça-feira, já nas imediações da cidade


A torcida do Atlético Nacional promete lotar o Estádio Atanásio Girardot, casa do clube, em Medellín, no horário em que deveria ser disputada a primeira partida da final da Copa Sul-Americana, na quarta-feira, às 18h45 locais – 21h45 pelo horário de Brasília. Seria uma forma de prestar tributo ao elenco da Chapecoense, vítima de uma tragédia na madrugada desta terça-feira, já nas imediações da cidade.

O movimento já havia começado entre torcedores do Atlético nas redes sociais quando o perfil oficial do clube no Twitter publicou o chamado, convidando todos a irem ao estádio com camisas brancas e velas em uma espécie de vigília e em um “símbolo de solidariedade”.

Na manhã desta terça-feira, o treino do elenco do clube colombiano foi cancelado. “Um minuto de silêncio para estas pessoas com quem compartilhamos um sonho, uma dor e a solidariedade”, publicou o Atlético, compartilhando fotos de uma roda de preces com os jogadores.

Em solidariedade, Atlético Nacional pediu à Conmebol que declare a Chapecoense campeã da Copa sul-americana “como prêmio honorário à sua grande perda e em homenagem póstuma às vítimas fatais do acidente que deixa de luto nosso esporte. De nossa parte, e para sempre, Chapecoense campeã da Copa Sul-Americana 2016”, diz o comunicado do clube colombiano.