São Paulo aposta em Pratto e na sua força em casa para seguir 100% no Morumbi

Após conquistar o primeiro ponto como visitante no Brasileirão, o São Paulo volta a campo neste domingo, às 16 horas,…


Após conquistar o primeiro ponto como visitante no Brasileirão, o São Paulo volta a campo neste domingo, às 16 horas, no Morumbi, contra o Atlético-MG, para manter os 100% de aproveitamento em seu estádio. A diferença de campanha como mandante e como visitante tem incomodado o técnico Rogério Ceni, mas agora ele espera que a equipe faça a lição de casa, diante de um adversário que vinha sendo bastante badalado, com um forte elenco, mas está mal neste início da competição.

A partida também vai marcar o reencontro do atacante Lucas Pratto com seu antigo clube, no qual ficou por mais de dois anos. Foi o Atlético-MG que abriu as portas do futebol brasileiro para o jogador, que estava no Vélez Sarsfield. “Vai ser especial, emocionante, mas depois que começar o jogo temos de fazer a nossa parte e vencer”, afirmou o jogador, que tem tido um ótimo desempenho quando atua no Morumbi.

Dos dez gols do argentino, oito foram marcados no Morumbi. No Brasileirão, ele balançou as redes em todos os jogos em casa: contra Avaí, Palmeiras e Vitória. Por isso, a expectativa é grande, ainda mais depois do empate sem gols com o Sport, em Recife, na quarta-feira.

“O importante é que somamos um ponto. Tivemos chances claras, mas não marcamos. Conseguimos levantar a cabeça depois de uma derrota muito dura no clássico, tivemos raça, e agora temos de ganhar em casa para que o ponto contra o Sport tenha valido a pena”, comentou Pratto, que considera não comemorar se marcar contra o Atlético-MG. “É uma questão de respeito.”

Rogério Ceni já avisou aos seus comandados que a projeção de pontos que ele idealizou para a equipe está abaixo da que gostaria. O São Paulo tem 10 pontos em sete partidas, mas o treinador acha que para se manter no alto na tabela de classificação o time teria de ter somado pelo menos 13 pontos.

“Nossa campanha está um pouco abaixo do que eu imaginava. Para quem quer brigar por título tem de fazer quatro pontos a cada dois jogos. Na virada do turno temos de estar entre 30 e 35 pontos. É um campeonato imprevisível, diferente de outros anos”, disse.

A boa notícia é que ele terá a volta de alguns jogadores importantes. Cueva, que estava na seleção peruana, é nome certo na equipe, assim como Rodrigo Caio, que estava nos amistosos do Brasil contra Argentina e Austrália. Thiago Mendes, Bruno, Buffarini e Araruna treinaram normalmente após lesões e ficam à disposição, assim como o atacante Denilson, que teve o nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF e assim está apto para entrar em campo.