Santos enfrenta o Botafogo com titulares poupados

Não bastasse a ausência de seus principais titulares, o Santos precisa lidar com o desgaste provocado pela viagem ao Equador


Desgastado pela viagem a Guayaquil, no Equador, e preocupado com o jogo da volta contra o Barcelona-EQU pelas quartas de final da Copa Libertadores, o Santos vai poupar quase todos os seus titulares para o duelo deste sábado contra o Botafogo, às 19 horas, no estádio do Engenhão, no Rio, pela 24.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Dos 11 atletas que entraram em campo no empate por 1 a 1 contra o Barcelona-EQU, na última quarta-feira, só foram relacionados o goleiro Vanderlei, o zagueiro David Braz, que havia sido desfalque no final de semana contra o Corinthians por suspensão, e o atacante Thiago Ribeiro, titular em Guayaquil devido à lesão do colombiano Copete.

Foto: Ivan Stori/Santos FC
Goleiro Vanderlei é um dos relacionados

Não bastasse a ausência de seus principais titulares – como o lateral-direito Victor Ferraz, o zagueiro Lucas Veríssimo e o meia Lucas Lima, todos suspensos -, o Santos precisa lidar com o desgaste provocado pela viagem ao Equador.

Lucas Lima e Bruno Henrique chegaram a reclamar publicamente da logística adotada pelo Santos para a viagem, que durou cerca de 17 horas e teve escala na Colômbia. Os dois, inclusive, foram substituídos no duelo por conta de problemas musculares. Também o volante Renato sofreu uma torção no tornozelo, embora tenha permanecido em campo durante os 90 minutos. Todos, assim, estão descartados para encarar o Botafogo.

Para não sacrificar ainda mais os seus principais jogadores e tê-los descansados para o jogo da volta, na próxima quarta-feira, no estádio da Vila Belmiro, em Santos, o técnico Levir Culpi vai apostar em uma escalação bastante alternativa neste sábado com possíveis nomes como Daniel Guedes, Orinho e Vladimir Hernández.

Ainda assim, com a equipe somando 41 pontos e ocupando a terceira posição do Brasileirão, a ordem é superar o Botafogo mesmo com uma equipe reserva. “O espírito de quem entra é o mesmo de quem vem jogando. Trabalhamos para essas oportunidades”, destaca o lateral-direito Daniel Guedes. “O entrosamento não é igual (ao dos titulares), mas dentro de campo temos que superar isso”.

Notícias sobre a região, Brasil e o mundo em um clique. Receba nossa newsletter