Roger Bernardo promete ‘luta’ e prevê rápida adaptação ao Atlético-MG

O Atlético Mineiro enfim poderá contar com Roger Bernardo. Acertado com o clube mineiro desde o início do ano, o…


O Atlético Mineiro enfim poderá contar com Roger Bernardo. Acertado com o clube mineiro desde o início do ano, o jogador de 31 anos foi apresentado nesta segunda-feira, após encerrar a temporada europeia, pelo alemão Ingolstadt. Em seu retorno ao futebol brasileiro, o versátil atleta prometeu muita “luta” e rápida adaptação ao novo time, após oito anos atuando na Alemanha.

“Sou um jogador que gosta de brigar pela bola e faço muito bem a leitura do jogo. Então, acho que tem tudo para dar certo aqui no Atlético, juntamente com esses grandes profissionais que aqui estão. Creio que não haverá muita dificuldade, só mesmo adaptação dentro de campo. Espero, a partir de quarta-feira, já estar ajudando o grupo”, projetou o volante, que também atua como zagueiro.

Ele se refere ao jogo contra o Sport, na quarta, no Independência, pela nona rodada do Brasileirão. Roger já espera ser relacionado para esta partida. Para tanto, terá que ser inscrito no Boletim Informativo Diário da CBF nesta terça, no primeiro dia de abertura da janela de transferências internacionais.

Antes de ser apresentado, o jogador já treinou com o grupo e demonstrou familiaridade com o Atlético. “Agradeço a Deus, ao presidente e a toda a equipe do Atlético, comissão técnica também, que, desde janeiro, estamos aí nessa luta, juntos. Já venho analisando. Sempre estive por dentro do Campeonato Brasileiro, mas, depois que fechei com o Atlético, fiquei mais fixo nos jogos do clube, para saber o que o professor gosta, o que os torcedores pedem”, comentou.

Em sua volta ao futebol brasileiro, Roger Bernardo acredita que poderá contribuir com o Atlético com a disciplina que adquiriu jogando na Alemanha desde 2009. “Disciplina tática e também fora de campo. Nunca tive problema fora de campo, nunca ouviram e nem vão ouvir falar nada do Roger Bernardo fora de campo”, garantiu. “Volto mais experiente, mais calejado e espero ajudar os meus companheiros, essa meninada que está aí.”

No novo time, o reforço contará com a amizade de Léo Silva, o capitão do Atlético e seu amigo desde os tempos de Palmeiras, time que defendeu em 2004 ao lado do zagueiro. “O Léo não envelhece nunca. A gente se encontrou há quase dez anos, os dois pouco experientes. Temos uma relação muito boa. Ficamos muito tempo sem se falar porque faz parte da vida, cada um foi para um lado e nos distanciamos um pouco, mas, quando assinei com o Atlético, já entrei em contato com o Léo e ele me deu várias dicas sobre Belo Horizonte, a torcida”, afirmou o reforço, que assinou contrato até 30 de junho de 2020.

Notícias sobre a região, Brasil e o mundo em um clique. Receba nossa newsletter