Rio Branco ‘tira o pé’ de projeto para Centro de Treinamento

Alto custo e distanciamento de principal entusiasta da ideia, Sandro Hiroshi, fazem esfriar os planos para o espaço


Nos últimos meses, o Rio Branco chegou a vislumbrar com a ideia de construir um CT (Centro de Treinamento) num terreno ao lado do estádio Décio Vitta, tanto que até obras preliminares de terraplanagem chegaram a ser feitas na área. No entanto, depois que Sandro Hiroshi anunciou sua saída do cargo de gerente de futebol, o clube tirou o pé no projeto. O CT era um legado que o ex-jogador sonhava em deixar para o Tigre, no entanto, o elevado custo para as obras inviabilizou a ideia no momento.

“Tínhamos essa vontade de contribuir com algo desse tipo, mas por enquanto sem chances. Já buscamos parceiros para remoção de terra, para deixar num nível bom, mas isso leva tempo. O clube tem muitas outras prioridades a serem realizadas”, disse Hiroshi, que agora só administra as categorias Sub-15 e Sub-17 do Rio Branco, sem cuidar do profissional, como fez em toda a temporada. “No Rio Branco tudo é mais difícil também, é pessoal querendo penhorar as coisas do clube toda hora. A nossa realidade é ajustar outras situações, até porque eu não tenho mais condições de colocar recurso próprio como já fiz tantas vezes aqui”, acrescentou.

Foto: Renato Piovesan / O Liberal
Área na lateral do estádio Décio Vitta seria usada nessa ideia de projeto

O CT seria construído paralelamente ao estádio do clube, no mesmo terreno que engloba todo o Décio Vitta, patrimônio da agremiação. Atualmente, a área se encontra abandonada e sem uso, com diversos entulhos e pedras espalhadas por toda parte. Diante das dificuldades para tirar do papel o projeto, é certo que ao menos nos próximos anos o Tigre continuará usando seu próprio estádio para treinar, ou procurando outros campos da cidade para as atividades das categorias de base e profissional.

Ontem, o preparador físico Raul Zácaro resolveu prorrogar o início dos trabalhos específicos com um grupo de jogadores antes do começo da pré-temporada, dia 23. Alguns atletas que têm feito um trabalho à parte com o profissional apenas se submeteram a exames médicos, mas não compareceram ao estádio Décio Vitta, como previsto.

Nos bastidores, os rumores de que o ex-jogador Fábio Simplício, atualmente empresário de futebol, possa investir no Rio Branco, têm ganhado força. Se a proposta dele for aceita pela diretoria, Simplício poderá indicar Thiago Oliveira, ex-técnico de Batatais e Caldense, para ser o novo treinador do clube.

Notícias sobre a região, Brasil e o mundo em um clique. Receba nossa newsletter