Rio Branco dispensa três por deficiência técnica

Atletas estavam em avaliação no clube de Americana e deixaram a desejar em treino contra time amador no último sábado


O Rio Branco definiu os três primeiros cortes da lista de jogadores que vinham passando por um período de observação há duas semanas no estádio Décio Vitta. Depois do empate em 1 a 1 com o Rio Branco Eterno, time amador de Americana, em movimentação de 60 minutos no último sábado (26), o técnico João Batista se reuniu com a diretoria e dispensou o zagueiro Lucas Straub, o lateral-direito Karlinhos e o atacante Walker.

O motivo alegado pelo clube foi deficiência técnica. Do elenco que está treinando em preparação para a Série A3, mais dez jogadores estão em avaliação: os cinco garotos promovidos da base (Jefferson, Mima, Cesinha, Robert e Marcelo) os atacantes Daisson (estava no futebol sul-coreano), Júlio (caiu com o Tigre na A2 este ano) e Matheus de Paula (ex-XV de Piracicaba), e os goleiros Ramon Azevedo, ex-XV de Piracicaba, e Raisson, de 23 anos, que chegou ao clube nesta segunda-feira (28). Nesta temporada, ele disputou a quarta divisão do Campeonato Paulista pelo Lemense.

Foto: Marcelo Rocha / O Liberal
Após movimentação contra time amador, técnico João Batista (foto) optou pela dispensa de três atletas do Rio Branco

Também nesta segunda-feira, o goleiro Ronaldo, de 30 anos, se apresentou e vem a Americana credenciado pelos acessos que já conquistou em Série A3 por São Bento e Sertãozinho. Na atividade do último sábado, João Batista testou dois times diferentes.

O considerado titular teve Ramon Azevedo; Vinicius Corrêa, Rafael Rufino, Diogo e Bismarck; Fábio Baiano, Robert, Daisson e Tiago Silva; Ítallo e Wellington. Na etapa final, jogaram Vinicius; Karlinhos, Jefferson, Lucas Straub e Mima; Keitá, Cesinha, Juninho e Danilo Neco; Bruno e Walker. O gol do Tigre foi marcado por Danilo Neco, que ainda aguarda o impasse de sua rescisão com o clube que defendeu no Cazaquistão neste ano antes de assinar contrato.

Para o volante Fábio Baiano, um dos mais experientes do grupo, a equipe ainda está devendo na parte física, até porque iniciou os treinamentos há menos de três semanas. “Tivemos dez dias de treinos antes deste jogo e muitos estavam parados ou sem atividade. Estávamos bem presos, abaixo do que podemos render. Foi pouco perto do que esperamos apresentar. Mas sabemos que ao se aproximar o mês de janeiro já teremos um crescimento na parte tática e técnica”, opinou.

No momento, incluindo atletas contratados e em avaliação, o Rio Branco tem 22 jogadores aptos a treinar nesta terça-feira no estádio Décio Vitta.

Liberal Motors – BC
Revista L – BC.1