Projeto que tenta ‘salvar’ CT é aprovado em 1ª votação

Projeto deve passar pela segunda votação na semana que vem e aí vai para sanção ou veto do prefeito João Doria


O projeto de lei que propõe estender a concessão pública da área do Centro de Treinamento do São Paulo até 2072 avançou na Câmara Municipal. O PL 546, de autoria do vereador Eduardo Tuma, foi aprovado em primeira votação no plenário da casa. O projeto deve passar pela segunda votação na semana que vem e aí vai para sanção ou veto do prefeito João Doria.

Atualmente, o clube tem permissão para utilizar a área até 2022 e, se a concessão não for prorrogada, o São Paulo teria de buscar outro lugar para instalar seu CT. O projeto autoriza o clube a utilizar a área durante 90 anos, e não por 40, como a atual legislação, de 1982, permite.

O vereador acusa as atuais concessões de tratar de forma desigual os principais clubes do município de São Paulo. “O Palmeiras tem um prazo de concessão administrativa de 90 anos para ocupar uma área pública. Ao Corinthians Paulista, foi concedido os mesmos 90 anos”, justifica Tuma, no projeto. “A desigualdade é injustificável e indica que não há parâmetro para definir o tempo que um clube pode permanecer em determinada área. Não há explicação cabível para isso.”

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!